SES/RN – Secretário ressalta em Fórum a importância de se investir mais na saúde

O Secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, disse nesta quinta-feira (3) que o Brasil vive um momento importante e preocupante na área da vigilância sanitária com epidemias de dengue e o aparecimento da microcefalia em recém-nascidos, proveniente provavelmente do Zika vírus. No entanto, observou Lagreca, epidemias sempre existiram no mundo todo e “a humanidade tem que estar preparada para isso”.

Ricardo Lagreca fez estas colocações como palestrante no I Fórum Regional dos Hospitais e Maternidades Ebserh no Nordeste, promovido na Maternidade-Escola Januário Cicco, em Natal, e disse que o sistema de saúde e as universidades têm que estar preparados, sobretudo, para combater as endemias, “mas, o problema financeiro enfrentado pela Saúde em nosso país dificulta as ações”. De acordo com o secretário, o gasto público em saúde no Brasil é muito pouco. “A União gasta 42,5%, os estados apenas 26,5% e os municípios 31%”, ressaltou.

Para Ricardo Lagreca, esta situação tende a se agravar, inclusive, para o enfrentamento da questão epidemiológica. “Isso tem que estar claro dentro desse processo que vivenciamos. Como vamos enfrentar as epidemias com problemas que vivemos a vida toda”.

“Se a gente não se detiver as dificuldades financeiras enfrentadas pelo setor, ou seja, no financiamento da saúde, nós continuaremos a conviver com o problema de forma espasmódica. Talvez não tivéssemos esta emoção se não tivesse surgido a microcefalia que afeta bebês. Este fato novo atingiu o brasileiro em cheio”, desabafou.

Fonte: SES/RN

<-Voltar