Roraima – Ações educativas marcam Dia Mundial de Combate

O Estado prepara três dias de atividades; duas blitze educativas e ações nas escolas da rede pública e universidades

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A organização estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes. Estima-se que no país ocorram 200 mil falecimentos por ano, em consequência do cigarro.

As estatísticas revelam que os fumantes comparados aos não fumantes apresentam um risco dez vezes maior de adoecer de câncer de pulmão; cinco vezes maior de sofrer infarto, de sofrer bronquite crônica e enfisema pulmonar, além de duas vezes maior de sofrer derrame cerebral.

No Brasil, o câncer de pulmão é o tipo de tumor mais letal e também uma das principais causas de morte no país. O consumo de tabaco é o mais importante fator de risco para o desenvolvimento de câncer de pulmão. Comparados com os não fumantes, os tabagistas têm cerca de 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver câncer de pulmão.

Nesse panorama, a Lei Federal de n° 7.488, instituiu desde 1986, o Dia Nacional de Combate ao Fumo, no dia 29 de agosto. Em alusão a data, o Núcleo de proteção da Saúde do Trabalhador, da Vigilância Sanitária, prepara três dias de atividades educativas e de sensibilização para população.

De acordo com Pedro Coelho, gerente do Núcleo da Vigilância, as ações pensadas serão duas blitze, com entrega de panfletos e folders aos pedestres e condutores. A primeira acontece dia 27, às 16h, no bairro Sílvio Botelho, na zona oeste da capital. Já a segunda blitz será no dia 29, às 8h, em frente a Assembleia Legislativa.

Quanto ao dia 28, equipes de profissionais passarão nas escolas estaduais, somente as que dão aulas a noite, para afixar cartazes nas instituições e distribuir informativos. “Os adolescentes são a maioria que se envolvem com o fumo”, disse o gerente, acrescentando que o grupo passará também em todas as faculdades e Universidades.

Coelho ressaltou que está trabalhando a possibilidade de realizar palestras para estudantes da rede pública ainda este ano. O projeto está sendo discutido e planejado com a parceria de alguns setores da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) ligados ao combate ao tabagismo.

A programação alusiva da Semana de combate ao fumo conta com o apoio do Centro de Referência de Saúde do trabalhador, Departamento Estadual de Trânsito, Secretaria Municipal de Trânsito, Defesa Civil Municipal, Agência Nacional de Vigilância sanitária Estadual e Coordenação da Vigilância Sanitária do Município.

Celton Ramos/Sesau

ASCOM SESAU
(95) 2121-0507
www.saude.rr.gov.br

<-Voltar