Roraima – Lacen/RR está com 30% das obras concluídas

As obras do Laboratório Central de Saúde Pública de Roraima (Lacen/RR) chegaram a 30% do andamento. O prazo para a conclusão das melhorias da unidade está previsto para o próximo mês de outubro. O investimento global da obra de reforma e adequação gira em torno de R$ 1 milhão.

Os reparos ocorrem gradativamente setor por setor. Alguns já estão na fase do piso, outros na parte da pintura. Tudo isso, para que a rotina do laboratório não seja prejudicada. A unidade não parou de funcionar, ela continua recebendo pacientes e realizando exames.

As obras de melhorias contemplam novas instalações hidráulicas e elétricas, as bancadas serão trocadas por serem antigas, e ainda, a unidade vai receber uma repaginada na fachada, novos extintores de incêndio e alertas sonoros.  A sala administrativa será transferida para um novo espaço, a fim de abrir mais os corredores de emergências, conforme determina as normas de vigilâncias.

Segundo Marina Hessel, diretora-geral do Lacen/RR, alguns laboratórios foram transferidos para outras instituições, que cederam os espaços para acomodarem os bioquímicos. Os pacientes são submetidos a coleta do exame no Lacen, e em seguida, técnicos da unidade encaminham o material até o laboratório especifico. “Na reforma, os laboratórios do Lacen receberão adequações na fachada, a fim de promover maior qualidade aos profissionais durante os laudos dos exames”, exemplificou.

Marina destacou que a reforma veio em um momento certo, já que o prédio necessitava de reparos há algum tempo. “Com uma unidade reformada, além de proporcionar aos servidores a realização de um serviço de qualidade, os pacientes serão os mais beneficiados com melhorias. Teremos um ambiente mais adequado para recebê-los”, destacou.

O projeto de reformar a unidade teve início no ano passado, o que motivou também a equipe avaliadora do Ministério da Saúde (MS) a elevar o nível do laboratório.  O Lacen passou de nível “A” para nível “B”, de uma classificação que vai até “E”, índice máximo na escala. O resultado é uma motivação tanto pela proposta da reforma quanto pelo conjunto de ações de mais de 100 profissionais da unidade, que se revezam nos turnos matutinos e vespertinos.

HISTÓRICO

O Lacen foi inaugurado pelo ex-governador Ottomar de Sousa Pinto, em janeiro de 1994. Nunca passou por grandes reformas. Os principais serviços realizados são na área de Biologia Médica, diagnostica mais de 20 doenças de notificação compulsória, entre elas podemos citar hepatites virais, meningites bacterianas e virais; febre tifoide; leptospirose; poliomielite, HIV – cd4/cd8, carga viral, entre outros serviços.

Outro serviço prestado pelos químicos da unidade é na área de produtos, como a análise de água em diferentes modalidades, seja ela para o consumo humano, irrigação ou mesmo de agrotóxicos. Sem contar com a Biossegurança implantada nos setores e o plano de ações para cumprir o que diz o manual de boas práticas.

Celton Ramos/Sesau
ASCOM SESAU
(95) 2121-0507
www.saude.rr.gov.br

Foto: Ascom/Sesau

<-Voltar