Roraima – Servidores empossados da Saúde Mental passam por atualização

Para acolher os novos servidores concursados que irão atuar na rede de Atenção Psicossocial das unidades de saúde da capital, o Departamento de Políticas Públicas da Saúde Mental (DPPSM) , da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realiza capacitação nos próximos dias 14 e 15, para esclarecer a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS). O evento acontece no auditório da Polícia Militar, na avenida Ene Garcez, no período da manhã e tarde. Cerca de 60 novos servidores estarão envolvidos nas atividades

Os servidores que tomaram posse no último dia 04, irão atender à comunidade através dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Unidade Integrada da Saúde Mental (Uisam) e na futura Casa de Acolhimento. As unidades atendem usuários dependentes de álcool, crack e outras drogas, além de orientar os familiares durante as atividades em grupo.

Os profissionais atualizados com o novo modelo adotado pelo Sus serão educadores físicos, artesões, técnicos de enfermagem, pedagogos, assistentes social, psicólogo, enfermeiros e outros cargos. Durante os dois dias de programação, os servidores vão ter a oportunidade de conhecer além da política do SUS, as novas diretrizes da reforma psiquiátrica que tratam da importância da não existência de manicômios, o processo de trabalho nos Caps, a vinculação da rede com a Atenção Básica e o Sistema de Informação da Rede.

Segundo Lidiane Almeida, diretora do Departamento de Saúde Mental da Sesau, o sistema de informação é de suma importância que esteja sempre atualizado pelo servidor, pois serve de base de dados para o Ministério da Saúde (MS). “Por isso eles precisam saber como colher, avaliar e registrar as informações, de forma que o trabalho possa ser prestado da melhor forma possível ao usuário do sistema de saúde”, afirmou.

Ainda conforme a diretora, o objetivo do treinamento é esclarecer aos novos servidores como funciona o Sistema Único de Saúde e, sobretudo, envolver os profissionais que farão parte da Rede de Atenção Psicossocial e organizar as equipes técnicas que irão fazer o trabalho na rede. “São servidores que estão tendo o primeiro contato com o serviço público e que precisam conhecer a estrutura e as diretrizes da política do SUS, na área de atenção psicossocial, a fim de terem condições de prestar um serviço de qualidade”, explicou Lidiane.

Atualmente, a Rede de Atenção Psicossocial possui mas de mil pessoas cadastradas. Em média, 30 usuários do serviço utilizam o Caps durante o dia. Já na Uisam existem mais de 18 mil cadastrados, e são atendidos uma média de 200 pessoas por dia. Na oportunidade, A diretora anunciou que a Sesau pretende concluir, ainda neste semestre, a implantação do serviço 24 horas, para ampliar o número de atendimentos. De forma que o atual Caps ad e a Uisam se tornem uma unidade AD e Caps III.


ASCOM SESAU
(95) 2121-0507
www.saude.rr.gov.br

<-Voltar