Saúde lança programa para fortalecer assistência farmacêutica

O Ministério da Saúde acaba de lançar o Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica (Qualifar-SUS), que vai fortalecer o uso racional e a qualidade do acesso a medicamentos no Brasil. Para dar início as ações, o ministério investirá R$ 17 milhões na aquisição de mobiliários e equipamentos necessários para estruturação e manutenção dos serviços das Centrais de Abastecimento Farmacêutico e Farmácias no âmbito da Atenção Básica. Os recursos contemplarão 453 municípios com população em extrema pobreza com até 100 mil habitantes, prioritários no Plano Brasil Sem Miséria.

De acordo com o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, o programa inaugura uma nova fase na assistência farmacêutica no país. “Fortalecer os serviços farmacêuticos no Sistema Único de Saúde vai impactar diretamente na melhoria da qualidade da saúde da população brasileira”, afirma. Segundo o secretário, o programa reforça o compromisso do ministério de qualificar o setor. “A população vai notar que os serviços farmacêuticos nesses municípios estarão mais estruturados, melhorando o acesso e diminuindo os riscos relacionados ao uso de medicamentos pela população”, explica o secretário.

As inscrições para os municípios elegíveis se cadastrarem no Qualifar-SUS estarão abertas até 13 de julho. Aqueles que fazem parte de outros programas da Atenção Básica, como o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), Programa de Requalificação das Unidades Básicas de Saúde (Requalifica UBS) e o Sistema Hórus, terão prioridade na seleção de municípios a serem contemplados.

A expectativa do Ministério da Saúde para os próximos anos é ampliar a medida para atingir a totalidade dos municípios listados do Plano Brasil Sem Miséria, além de apoiar os serviços farmacêuticos nas gestões estaduais.

O programa –A proposta do Qualifar-SUS é contribuir para o aprimoramento, implementação e integração das atividades da assistência farmacêutica nas ações e serviços de saúde, visando uma atenção contínua, integral, segura, responsável e humanizada.

Para que a proposta seja eficaz, o programa será executado em quatro eixos – cuidado, educação, estrutura e informação –, incluindo ações que visem o aprimoramento dos processos e práticas de trabalho adotadas pelas gestões locais na assistência farmacêutica. As inscrições devem ser feitas pelo site: www.saude.gov.br/medicamentos

Fonte: Rhaiana Rondon / Agência Saúde

<-Voltar