Secretaria da Saúde do Ceará de conclui primeira fase de projeto de acreditação com entrega de certificados

As policlínicas regionais de Caucaia, Baturité, Aracati, Limoeiro do Norte, Russas e os Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) regionais de Caucaia, Russas, Canindé, Itapipoca, e Maracanaú firmaram os termos de compromisso para iniciar o processo de acreditação dos seus serviços em janeiro de 2019, na segunda fase do projeto de acreditação do Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde do Estado (Proexmaes). Em solenidade realizada na manhã de segunda-feira, 17 de dezembro, na Secretaria da Saúde do Ceará, as policlínicas regionais de Sobral, Tianguá e Itapipoca e os CEOs regionais de Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte e Baturité receberam os certificados concedidos pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), referentes à renovação das certificações de qualidade em serviços de saúde, atestadas pelo Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES).

“As conquistas que temos hoje têm que ser muito valorizadas”, manifestou o secretário Henrique Javi, em reconhecimento às unidades acreditadas. “Não estamos vendendo para o cidadão a perfeição, mas que estamos no caminho certo”, ponderou Javi. Ele argumentou que excelência nos serviços “é o compromisso de que vamos melhorar a cada dia”, para explicar o sentido da certificação. “Que esse benefício traga mais compromisso com a saúde do Ceará”, acrescentou.

As policlínicas e CEOs regionais que renovaram a certificação participaram do projeto-piloto de acreditação lançado em 2016 pelo Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde do Estado (Proexmaes I) para o fortalecimento da rede de unidades da Secretaria da Saúde na aplicação de boas práticas aos processos de trabalho, o fortalecimento da cultura de segurança do paciente e colaboradores e na melhoria da qualidade e mais eficiência aos serviços. No Proexmaes II, o projeto de acreditação prevê que todas as unidades ambulatoriais do programa serão submetidos. CEOs e policlínicas regionais realizaram a etapa de diagnóstico em setembro deste ano, com a participação da instituição acreditadora da ONA, o que possibilitou agrupar as unidades de saúde em três blocos de preparação para o processo de acreditação a partir de 2019.

A solenidade de certificação das unidades contou com a participação da presidente e diretora de IBES, Janice Costa. “Gostaria que muitos estados do Brasil copiassem esse modelo de fazer saúde de qualidade como é feito no Ceará”, disse ela durante a entrega dos certificados. O IBES é uma empresa voltada para atividades de diagnóstico e acreditação de organizações e Programas de Saúde, por meio do Sistema Brasileiro de Acreditação/ONA e pela Metodologia de Acreditação Internacional ACSA. Em 2017, o IBES foi responsável por 40% das novas instituições acreditadas pelo Sistema Brasileiro de Acreditação, repetindo o resultado de 2016.

Já a ONA é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil, com foco na segurança do paciente. Acreditação é um sistema de avaliação e certificação da qualidade de serviços de saúde. Tem um caráter eminentemente educativo, voltado para a melhoria contínua, sem finalidade de fiscalização ou controle oficial/ governamental. O processo de acreditação é pautado por três princípios fundamentais: é voluntário, feito por escolha da organização de saúde; é periódico, com avaliação das organizações de saúde para certificação e durante o período de validade do certificado; é reservado, ou seja, as informações coletadas em cada organização de saúde no processo de avaliação não são divulgadas.

Pelos números da ONA, o Ceará é o segundo estado do Nordeste em número de certificações válidas e tem 80% dos serviços odontológicos certificados no país. As certificações se dão em três níveis: Acreditado, Acreditado Pleno e Acreditado com Excelência. “Buscar fazer saúde de qualidade no interior do Estado, com todas as limitações, é desafiador”, reconheceu a enfermeira Georgina Freite Machado, diretora da policlínica regional em Itapipoca, unidade certificada no nível de excelência.

Para a diretora do CEO Regional em Baturité, Auxiliadora Bessa, o reconhecimento ratifica o objetivo de assegurar a qualidade do serviço para atender a população. “Ficamos extremamente felizes com essa recertificação. Na próxima visita, nós queremos cada vez mais avançar, na questão do nível de segurança e de qualidade, e o que é principal, na satisfação do nosso usuário SUS. E por isso, a gente sempre diz ‘nós defendemos o SUS’”, declarou.

Assessoria de Comunicação da Saúde do Ceará
Repórter/Marcus Sá

<-Voltar