Secretário da Saúde participa de seminário sobre ações de enfrentamento à pandemia

O secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, participou nesta quarta-feira (24) do Seminário de Gestores Públicos – Prefeitos Ceará 2020. Na abertura do debate sobre a gestão pública neste momento de pandemia, Dr. Cabeto destacou, em transmissão via redes sociais, as ações de enfrentamento à Covid-19, ressaltou também a atuação do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus no Ceará e defendeu a metodologia científica para tomada de decisões.

Em sua fala inicial, o secretário pontuou que, frente aos desafios, o Estado vem buscando se preparar para atender os cearenses.“Nós temos reuniões semanais com o Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia, que tem dado transparência aos processos da Secretaria da Saúde do Ceará. Além dos critérios técnicos pautados em metodologia científica, a transparência nos ajudou a enfrentar tudo isso. Há um ano, o Estado tem investido em organizar o sistema e fazer esse sistema ganhar robustez no acesso à informação. A população tem acesso às informações e as decisões estratégicas que o Estado vem tomando. Destaco também a participação e apoio dos prefeitos, Conass e Conasems nesse processo. Essa articulação viabilizou muitas tomadas de decisão. Conseguimos executar a política pública e temos cumprindo um papel importante no enfrentamento dessa pandemia”, afirmou.

O gestor aproveitou a oportunidade para pontuar as ações e estratégias da Sesa no combate à pandemia. “Neste momento, temos trabalhado ainda mais a governança como estratégia guiada, por meio de indicadores, para os governantes de estados e de municípios alinharem ações de enfrentamento. É preciso ter maturidade para entender os momentos de maior aflição. Eles provocam reflexões profundas, sobre a vida em sociedade, sobre como harmonizar o processo de decisão. Acredito que foi um ganho para o Estado as ações estratégicas e planejamento que fizemos em conjunto”, explica.

O encontro teve mediação de Odorico Monteiro, pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz no Ceará (Fiocruz Ceará). Também participaram da transmissão o secretário executivo do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Jurandir Frutuoso; o presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), Wilames Freire Bezerra; o consultor em saúde da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), João Ananias, e do diretor presidente do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), de Flávio Deulefeu.

Temas abordados

Ao longo da transmissão, foram debatidos assuntos como o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), investimento em infraestrutura nas unidades da rede estadual, o papel dos profissionais de saúde, entre outros temas. “Essa é uma discussão ampla e importante devido ao momento em que estamos vivendo. Os desafios são muitos, e essa discussão deve ser democrática para fortalecimento da saúde”, ressaltou o presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), Wilames Freire.

O secretário executivo do Conass, Jurandir Frutuoso, chamou atenção para o papel da governança durante a pandemia. “A crise continua e a força de trabalho deve ser respeitada. O país tem que ter autonomia naquilo que é necessário para atravessar grandes crises, a pandemia é uma delas. Todos juntos somos capazes de vencer desafios. Esse é o grande aprendizado”, pondera.

Dr. Cabeto finalizou o encontro ressaltando o fortalecimento do SUS. “O SUS propiciou capilaridade e o desenvolvimento das Regiões de Saúde do Estado. São mais de 2.500 leitos criados em menos de 45 dias. Você não faz isso sem planejamento e vínculo forte com os profissionais. Nós reconhecemos que termos um sistema fortalecido. Temos consciência também que devemos fazer um esforço enorme para atravessar esse momento e sabemos que sairemos mais fortalecidos”, pontuou.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesa
Repórter: Martina Dieb

<-Voltar