SES fará análise de capacidade para ampliação dos leitos do Hospital Regional de Cáceres

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) analisa a possibilidade de ampliar o número de leitos do Hospital Regional de Cáceres para pacientes com o novo coronavírus. Equipes da secretaria farão na próxima semana a avaliação da infraestrutura da unidade para atestar a capacidade de ampliação.

O levantamento foi pedido após visita do secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, nesta sexta-feira (24.04) ao hospital. O secretário explicou que, devido ao momento vivido em decorrência da pandemia, o Estado busca preparar as estruturas hospitalares para atender aos casos graves da Covid-19.

“Determinei que, na próxima segunda-feira (27.04), uma equipe técnica formada por profissionais da Vigilância e da Engenharia vá ao hospital, faça análises e nos posicione no sentido de haver condições ou não. Não é nossa vontade que existam pacientes com coronavírus, mas temos que montar a estrutura necessária. Queremos estar preparados, mas é primordial que tenhamos segurança para ampliação desses leitos”, afirmou o secretário.

Participaram da reunião no Hospital Regional de Cáceres o diretor da unidade, Onair Nogueira, a secretária adjunta de Gestão Hospitalar da SES, Caroline Dobes, a Superintendente de Enfermagem, Fernanda Hasse, e a diretora do Escritório Regional de Saúde em Cáceres, Antônia Maria Rosa.

Leitos Covid-19

Com a adequação na estrutura do Hospital Estadual Santa Casa – no qual as instalações foram reformadas e equipadas –, em Cuiabá, já estão disponíveis para uso pela rede do Sistema Único de Saúde (SUS) 30 leitos de UTI e 117 leitos de enfermaria prontos para atender possíveis demandas de contaminados com o coronavírus. O hospital está apto a receber casos graves ou suspeitas da COVID-19.

Além da Santa Casa, o Governo também está construindo 210 novos leitos no Hospital Metropolitano, localizado em Várzea Grande – que será a unidade de referência para casos graves da COVID-19 –, dezenas de leitos nos hospitais regionais, além do redirecionamento de leitos em parceria com os municípios.

Para atendimentos exclusivos de casos graves da COVID-19, o Estado contará com 1.273 leitos, entre enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Destes, 326 serão leitos de UTI. Todos esses leitos estarão integralmente disponíveis para os pacientes com coronavírus a partir do dia 4 de maio. Dos leitos de UTI, 132 são da rede pública estadual ou foram contratados pelo Estado na iniciativa privada e hospitais filantrópicos.

Fonte: SES/MT

<-Voltar