Sesacre realiza entrega de materiais de atividade física

Marcelo Torres – SES/AC

Mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo têm Índice de Massa Corpórea (IMC) maior que 30, o que caracteriza obesidade tipo I. Esse fator pode desencadear problemas de saúde, como diabetes tipo II, hipertensão, disfunções cardíacas e nas articulações. Visando mudar essa realidade a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) realizará a entrega de materiais para atividade física, destinado a Associação de Obesos do Acre. O evento ocorrerá nesta quarta-feira, 24, a partir das 16 horas no Circulo Militar e contará com a presença da secretária de Estado de Saúde, Suely Melo.

A ação tem como objetivo fortalecer as ações de prevenção e promoção a saúde, incentivando a prática de exercícios, bem como orientando sobre os benefícios da alimentação saudável.

De acordo com dados da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) em 2011, Rio Branco ficou em 6º lugar para homens e 9º lugar para mulheres em número de obesos.

Capital

Sexo

Anos da pesquisa

2006

2007

2008

2009

2010

2011

Rio Branco

Masculino

11,6

13,5

14,6

15,6

13,8

17,5

Feminino

11,1

10,8

15,8

18,6

21,3

16,6

Total

11,4

12,2

15,2

17,1

17,4

17,1

Série histórica do Percentual de adultos (maior ou igual há 18 anos) com obesidade, por sexo, em Rio Branco. VIGITEL, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011.

“O Estado do Acre por meio Sesacre investiu aproximado de 4 milhões para a construção de 41 pólos de Academias de Saúde nos 22 municípios”, comenta a gerente de Prevenção e Promoção à Saúde, Disneide Lopes.

Disneide Lopes diz que a finalidade dessa entrega é a redução da obesidade e o fortalecimento das ações de práticas corporais (atividade física), específicas da Política Nacional de Promoção da Saúde, com ênfase na integração das ações de Vigilância, Promoção e Prevenção de Doenças e Agravos Não Transmissíveis.

“A obesidade é uma doença crônica que precisa ser tratada com a união entre reeducação alimentar, atividade física e, quando necessário, apoio psicológico”, ressalta Disneide Lopes.

No Acre no período entre 2001 a 2011, uma das primeiras causas de mortes está relacionada à obesidade. Desde 2005 as doenças do aparelho circulatório aparecem como a 1ª causa de óbito, seguido por causas externas e doenças do aparelho respiratório, neoplasias e algumas afecções originadas no período perinatal.

Fonte: SIM, 2012

<-Voltar