Sesap apresenta proposta de consórcios municipais à Femurn e Cosems e pede apoio dos prefeitos para projeto

O secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, apresentou aos representantes da Femurn (Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte) e do Cosems (Coselho de Secretarias Municipais de Saúde), a proposta para a criação de consórcios municipais de saúde com implantação de Policlínicas nas oito regionais de saúde. O projeto está inserido na proposta do governo Fátima na efetiva regionalização da saúde no Rio Grande do Norte.  

Na reunião, que ocorreu na manhã desta terça-feira (22), no gabinete do secretário na sede da Sesap (Secretaria de Estado da Saúde Pública), foi formulado oficialmente o convite tanto à Femurn quanto ao Cosems, para ambas instituições se integrarem ao grupo da Sesap que está elaborando a proposta, assim como subsidiar os municípios na formulação do Projeto de Lei para criação dos consórcios.

Ficou estabelecido também no encontro, que no dia 5 de fevereiro a Femurn irá realizar uma  reunião em Mossoró com a participação de prefeitos da Região Oeste, onde será apresentado as propostas de retomada da Regionalização da Saúde e criação dos consórcios municpais de saúde, e no dia 6 uma viagem à Russas (CE) para conhecer o modelo de policlínicas a ser impantado no Rio Grande do Norte.

Encontros regionais com prefeitos nas demais regiões do Estado, bem como a construção de um cronograma de implantação com a disponibilização de material dos consórcios implantados no Ceará, estiveram na pauta das discussões.

O secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, disse em sua fala que a criação dos consórcios municipais é o caminho para a saúde pública no Estado. “Se não tivermos a solidariedade e a cooperação dos prefeitos a gente não caminha. O que pretendemos é trabalhar com as oito regionais de saúde, podendo até fazer alguns ajustes para que cada região dessas tenha atenção básica (Policlínicas) para atender à população, e um hospital como referência, evitando assim o encaminhamento de pacientes para Natal”.

O presidente da Femurn, José Leonardo Cassimiro de Araújo (prefeito de São Paulo do Potengi), colocou a instituição à disposição da Sesap nesse projeto, e disse que os consórcios municipais vão resolver os problemas da área da saúde nos municípios potiguares. “Nós precisamos acabar com o partidarismo nos municípios e pra isso temos que quebrar a resistência de alguns prefeitos. Estamos aqui pra ajudar e os consórcios de saúde são o melhor caminho”.

Já o secretário-adjunto da Sesap, Petrônio Spinelli, afirmou que se tem um longo caminho a percorrer, e que é necessário urgência nessa agenda para que o projeto seja tocado em sintonia “com o que a gente planeja”. Para Spinelli, “o importante é que se faça parcerias reais e técnicas, porque a credibilidade é fundamental. Tem que ter a diminuição pelo tempo político também”.

Participaram desta primeira reunião, além do secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, o adjunto, Petrônio Spinelli, a subsecretária de Planejamento e Gestão, Márcia Lucas, a chefe de Gabinete, Kátia de Oliveira, a coordenadora da Coordenadoria de Planejamento e Controle de Serviços de Saúde (CPCS), Márcia Pellense, o presidente da Femurn, José Leonardo e representantes do Cosems, Dalva Bezerra, Ângela Cristina e Joelma Simões.

Fonte: SESAP/ASSECOM

<-Voltar