Sesap elabora proposta de criação da escola de saúde pública

As ações de educação em saúde, realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), deverão ser ampliadas com a criação de uma escola de saúde pública do Rio Grande do Norte. O trabalho foi iniciado com a realização de duas oficinas que resultaram na elaboração da versão preliminar de um documento apresentado nesta quarta-feira, 23, ao secretário estadual da Saúde, Cipriano Maia.

As duas oficinas foram realizadas em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que desenvolve um projeto de fortalecimento e ampliação das escolas de saúde do SUS. “O Rio Grande do Norte manifestou interesse e, nesses encontros, pudemos apresentar o panorama das instituições existentes no Brasil e orientar sobre a importância, as possibilidades e os passos necessários para implantação das escolas”, explicou o apoiador do Conass, Haroldo Pontes, que desenvolveu o trabalho junto com a consultora Ruth dos Santos.

O secretário Cipriano Maia elogiou a ideia de uma rede estadual de educação permanente, com uso da capacidade já instalada no Estado. “Consolidar essa rede e estabelecer parcerias com as universidades é fundamental para a melhoria dos serviços”, afirmou.

No Rio Grande do Norte, a proposta é de ampliar o Centro de Formação de Pessoal (Cefope), que atualmente qualifica técnicos de nível médio, e que terá novas atribuições ao se tornar uma escola de saúde pública. “O objetivo é unificar os processos de educação em saúde, que hoje existem, mas se encontram fragmentados, de modo a possibilitar uma gestão única com um olhar global sobre todas as demandas”, explicou a diretora geral do Centro, Cláudia Frederico. Ela explica que a ampliação pode melhorar o trabalho em nível regional que já é realizado pelo CEFOPE. “Precisamos responder ao desafio de qualificação dos territórios, na ótica da regionalização, integrando a rede Estadual de educação em saúde”.

“Após as oficinas realizadas com o Conass, gestores e equipes técnicas, este documento materializa a proposta de ampliação da escola”, disse a coordenadora de recursos humanos da Sesap, Elenimar Costa.

Os estudos em torno da criação da escola de saúde pública do RN envolvem várias áreas da gestão da Sesap, como a coordenação de Recursos Humanos, Subcoordenadoria de Capacitação, Centro de Formação de Pessoal para os Serviços de Saúde (Cefope), além das áreas técnicas. O público-alvo a ser beneficiado com a ampliação são os gestores, trabalhadores, prestadores e usuários do SUS em todo o estado.

Os próximos passos serão as discussões com as equipes técnicas em torno das pontuações necessárias no documento e formação dos grupos de trabalho para a implantação do projeto. A expectativa é que a criação da escola de saúde pública do SUS no RN seja efetivada no primeiro semestre de 2020.

<-Voltar