SP lança projeto inédito para prevenir a corrupção na saúde

Em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, este é piloto na promoção de ações práticas para capacitação de 600 agentes de todo o Estado contra a corrupção

SES/SP

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e a Corregedoria Geral da Administração da Casa Civil lançou ontem, dia 27 de março, um projeto inédito no Brasil de prevenção à corrupção na saúde. Em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a iniciativa é uma ação prática de combate à corrupção na área da saúde, realizada pelo órgão da ONU, no mundo.

Voltado aos gestores de unidades públicas de saúde responsáveis pelos setores de diretoria, administração, finanças, compras, auditoria e recursos humanos, o projeto “Prevenção à Corrupção na Saúde” irá capacitar cerca de 600 agentes de todo o Estado, durante as oficinas regionais que serão realizadas no mês de abril.

Somente na aula inaugural, que será realizada no Cefor (Centro de Formação de Recursos Humanos para o Sistema Único de Saúde), localizado na zona Sul da capital, 150 profissionais serão capacitados presencialmente e mais 210 via transmissão por videoconferência, incluindo os que estão nas 17 regiões administrativas da Secretaria de Estado da Saúde. Já para as oficinas regionais, serão disponibilizadas 100 vagas por edição. Cada oficina terá duração de dois dias, com carga horária de 8 horas diária.

“A corrupção deve ser combatida em qualquer setor da sociedade. Porém, quando falamos em saúde pública, o combate a essa prática criminosa deve ser ainda mais efetivo e eficiente, porque se trata de uma área ligada diretamente à preservação da vida. Esperamos que essa iniciativa de combate à corrupção no setor saúde, inédita no Brasil, seja apenas o início de um processo que visa reverter a malversação do recurso público em ações para melhorias dos serviços oferecidos à população”, diz Giovanni Guido Cerri, Secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

A partir das experiências discutidas durantes os cursos, será elaborado um manual de controle e prevenção de irregularidades na área da saúde, com diretrizes para o combate e prevenção à corrupção, que, posteriormente, fará parte de uma campanha institucional para divulgação do material por meio da internet.

Publicado por Assessoria de Imprensa SP

Foto: Internet

<-Voltar