SUS mostra sucessos e avanços em Vigilância em Saúde

Durante a exposição, que começa hoje e vai até o próximo dia 3, Ministério da Saúde lança a nova edição do Saúde Brasil. A publicação faz uma análise geral da situação de saúde do brasileiro. Décima primeira edição da Expoepi teve número recorde de trabalhos inscritos

O principal encontro na área de Vigilância em Saúde do país começa nesta segunda-feira (31) e vai até o dia 3 de novembro, em Brasília (DF). Em sua 11ª edição, a Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi) prevê apresentação competitiva de trabalhos, reuniões técnicas, palestras, mesas redondas e painéis onde serão discutidos temas de cunho técnico-científico relevantes para a Vigilância em Saúde.

Durante a mostra – com abertura marcada para as 19h, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães – haverá, como ocorre em todos os anos, lançamentos editoriais relacionados ao segmento. Um deles será a nova edição do Saúde Brasil –  uma análise geral da situação de saúde do brasileiro, desde o nascimento até a morte. A obra, produzida pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, apresenta indicadores demográficos e epidemiológicos e demonstra tendências que poderão subsidiar a definição de novas ações estratégicas e políticas públicas de saúde.

A Expoepi, realizada anualmente desde 2001, estimula o intercâmbio de informações e experiências entre representantes das três esferas do Sistema Único de Saúde: governo federal, estados e municípios. Esta 11ª edição da mostra registrou número recorde de trabalhos inscritos: 776. A exposição competitiva premiará experiências apresentadas pelos serviços de saúde estaduais e municipais que se destacaram no campo da Vigilância em Saúde.

Desde 2005, os trabalhos vencedores recebem R$ 30 mil, transferidos às instituições ganhadoras por meio do Teto Financeiro de Vigilância em Saúde do respectivo estado ou município. O resultado da competição é definido por votação.

A PREMIAÇÃO– Os projetos que concorrem às premiações estão divididos em categorias alinhadas à agenda de prioridades da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde e do governo federal: saúde ambiental e do trabalhador; integração das ações de vigilância, prevenção e controle das doenças e agravos com os serviços de saúde; DST/Aids e hepatites virais; controle da dengue; aperfeiçoamento da cobertura e qualidade dos sistemas de informação em saúde; doenças não transmissíveis e promoção da saúde; tuberculose, hanseníase e outras doenças negligenciadas; e eliminação e controle das doenças imunopreveníveis.

Este ano, foi instituído um prêmio para contribuições técnico-científicas de profissionais do SUS, produzidas durante cursos de pós-graduação em saúde coletiva ou em especialização, mestrado e doutorado. Serão premiados três trabalhos, um em cada categoria de pós-graduação. Os autores vencedores receberão prêmios no valor de R$ 3 mil (especialização), R$ 6 mil (mestrado) e R$ 9 mil (doutorado).

Também haverá outras duas premiações para investigações de surtos no âmbito do Sistema Único de Saúde: o Prêmio Carlos Chagas, para secretarias municipais e estaduais; e o Prêmio Adolfo Lutz e Vital Brazil, para investigações conduzidas pelo governo federal. A 11ª Expoepi também homenageará profissionais que prestaram relevantes serviços à saúde pública do país.

 

A EXPOSIÇÃO– A Expoepi é promovida pela SVS do Ministério da Saúde, com o objetivo de dar visibilidade às ações de Vigilância em Saúde e discutir aspectos relevantes para o aprimoramento da área. O encontro mobiliza trabalhadores do SUS de todas as regiões e estados. Este ano, está prevista a participação de 2,5 mil  profissionais de saúde da rede pública.

A participação ativa de representantes e trabalhadores do SUS no encontro reflete a incorporação crescente da epidemiologia no planejamento, na análise e na reorientação das ações de vigilância, prevenção e controle de doenças e agravos em saúde pública. Além disso, reafirma a valorização dos profissionais empenhados em monitorar e promover a saúde, prevenir doenças e agravos e melhorar a qualidade de vida da população brasileira.

A 11ª Expoepi poderá ser acompanhada pelos sites www.expoepi.com.br e www.saude.gov.br/svs

Da Assessoria de Imprensa do Ministério da Saúde

<-Voltar