Tadeu Marino representa o CONASS, na abertura do XXX Congresso do Conasems

O secretário de Estado da Saúde do Espírito Santo, Tadeu Marino, representou ontem (1º), o CONASS, na abertura do XXX Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde. Aproximadamente 4 mil pessoas, entre gestores e profissionais de saúde participaram do evento que acontece até a próxima quarta-feira (04/06). O ministro da Saúde, Arthur Chioro e o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, também participaram da solenidade.

Com o tema “SUS: desafios do financiamento, o congresso tem o objetivo de promover o debate sobre os problemas enfrentados pelo sistema e propor soluções para a saúde pública brasileira.

Marino destacou a importância de se debater temas relacionados ao SUS, pois o sistema está presente diariamente na vida das pessoas desde a assistência ambulatorial e hospitalar, com exames e internações, como também nas ações de fiscalização de alimentos, campanhas de combate à dengue e de vacinação etc.

“Esse é um momento importante para nos unirmos e pensarmos sobre o que podemos fazer para enfrentar os desafios que estão postos para o SUS”, afirmou.

De acordo com o secretário e, a realidade social e demográfica implicam no modo de vida das pessoas, muitas vezes de maneira negativa, com o aumento da violência e de hábitos prejudiciais a saúde, como o cigarro e a má alimentação. Para ele, isso gera impactos significativos para o Sistema Único de Saúde, daí a importância a de se ter mais recursos financeiros para a saúde pública.

Participação do CONASS

O CONASS participa do Congresso em diversas atividades, como oficinas e mesas redondas, por meio de seus assessores técnicos e também conta com um estande na Mostra “Brasil aqui tem SUS”, onde estão sendo distribuídas as publicações mais recentes do Conselho.

Regionalização da Saúde

A assessora técnica do CONASS, Lourdes Almeida, participou do debate sobre a Regionalização da Saúde e Co-gestão. A assessora falou sobre a visão e as perspectivas do estados em relação à regionalização. Segundo ela, um dos grandes desafios é a mudança do modelo fragmentado para um modelo de atenção integrado, com a implantação das Redes de Atenção à Saúde, como um instrumento que possibilite essa mudança para um modelo voltado às condições crônicas que atenda os usuários que precisam de cuidados contínuos.

Política de Vigilância em Saúde

Os assessores técnicos do CONASS, Nereu Henrique Mansano e Viviane Rocha de Luiz, participaram de uma oficina com dirigentes da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e da Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa) do Ministério da Saúde, com dirigentes de Vigilância em Saúde e Sanitária dos estados e com representantes do Conasems e dos Cosems, a fim de colher sugestões para o aprofundamento sobre quatro temas que irão subsidiar a construção da Política Nacional de Vigilância em Saúde (PNVS). Os temas abordados foram: estratégias para “lidar” com as singularidades entre as esferas nacional, estadual e municipal e com as especificidades dos diferentes campos de atuação da vigilância em saúde; articulação das ações municipais de vigilância em saúde no âmbito da região de saúde; a relação da vigilância em saúde com os serviços privados, e as estratégias para inserção da vigilância em saúde nas redes de atenção.

Serviços:

O XXX Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde acontece no Carapina Centro de Eventos, na cidade de Serra/ES. As atividades vão até o dia 04/06.

Mais informações no site do evento: http://congresso.conasems.org.br/xxx/

Tatiana Rosa

Ascom CONASS

Foto: SES/ES

<-Voltar