Toma posse a diretoria do CONASS para a gestão 2017/2018

posse_diretoria_noiteA diretoria do CONASS para a gestão 2017/2018, tomou posse na noite de ontem (25), em Brasília, em uma cerimônia que comemorou os 35 do Conselho e homenageou o seu fundador e primeiro presidente, Adib Jatene.

Ministros, deputados, prefeitos e gestores de saúde participaram do evento que empossou como presidente do CONASS, o secretário de Estado da Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto que enalteceu toda a composição na nova diretoria. “Hoje não toma posse apenas o presidente, mas também toda a sua diretoria. O CONASS tem funcionado porque conseguimos um altíssimo grau de consenso. Grande parte do sucesso do CONASS que hoje é respeitoso e respeitado se deve ao seu grupo de colaboradores e consultores. Para mim é honroso assumir a presidência dessa instituição que é uma das mais respeitadas na área da saúde pública”, disse.

Na entrevista abaixo, o presidente fala das expectativas frente ao CONASS.

CONASS – Dr. Michele, como é para o senhor presidir o CONASS após 7 anos como secretário estadual de saúde?

Michele Caputo Neto – Eu tenho 55 anos de idade e 32 anos de carreira na saúde. A gente sempre acha que está preparado, mas a verdade é que estou muito emocionado porque, para mim, é uma grande honra não só presidir o CONASS, mas ouvir todas as palavras ditas pelos meus colegas, a quem tenho muito apreço.

Tive a felicidade de aprender com três presidentes neste período em que estou no CONASS – a Bia (Beatriz Dobashi), o Alecrim (Wilson Alecrim) e o Gabbardo (João Gabbardo), que sempre elevaram o nome dessa instituição, sempre respeitaram a diversidade política e ideológica, até porque nesse fórum os problemas são comuns e estamos quase sempre no mesmo barco. Como disse o secretário Leonardo Vilela, o CONASS tem uma história de presidentes excelentes, desde o nosso fundador, Dr. Adib Jatene, então, para mim é uma honra e um desafio perpetuar essa história.

Entendo que no cargo de presidente prevalece a função coletiva e que, ao integrar um fórum como o CONASS, é imprescindível ouvir mais a fim de encaminhar para o consenso. O presidente é importante, pois é a primeira imagem da instituição, mas ninguém faz nada sozinho.

CONASS – E quais as suas expectativas frente à direção do Conselho?

Michele Caputo Neto – O presidente Gabbardo deixou uma marca em sua gestão que é a serenidade, uma grande virtude dele. Estou muito feliz por contar com a contribuição dele na condução do CONASS, pois, nesse fórum, temos de trabalhar de forma serena e madura, entendendo que esse país é continental, com diferenças de toda ordem, social, econômica e cultural e considerando que muitos estados passam por problemas semelhantes.

Venho de uma gestão que considero muito eficiente, é claro que o apoio do Governador e uma base sólida na Assembleia conta, mas também por trabalhar políticas macro, fazendo coisas que são para todos, buscando o desenvolvimento regional sustentável, independente da posição partidária da prefeitura. Acredito que o respeito que adquirimos no Paraná se deva a essa condição.

Minha expectativa, então, é contribuir com a experiência que adquiri na gestão estadual e com todos os que presidiram o CONASS nos últimos anos.

CONASS – Quais serão os principais desafios da diretoria do CONASS no próximo ano?

Michele Caputo Neto – A crise que o país atravessa, de toda ordem, nos impõe que sigamos o mesmo norte. Aceitei esse desafio que exige sim sacrifícios primeiro porque confio na equipe do CONASS.

Não há muito o que acrescentar na agenda que já estamos cumprindo. Nossa missão está definida em quatro macro funções – temos ações tanto para a Atenção Primária à Saúde, quanto para a Média e Alta Complexidade. Temos a Planificação da Atenção à Saúde que pode e deve avançar para os demais estados. Ou seja, precisamos comandar toda linha de cuidado e toda a rede de atenção de forma a tornar os nossos recursos mais eficientes.

No entanto, continuar aperfeiçoando a agenda de eficiência da gestão é fundamental e estamos fazendo isso aqui no CONASS. Também temos a questão da regionalização e da regulação, temos a questão da Assistência Farmacêutica que, por si só, é responsável por mais de 40% dos processos de judicialização, o que nos impõe racionalidade e uma série de questões que temos de discutir, como por exemplo as responsabilidades do governo federal.

Avançamos muito na gestão nas secretarias, várias questões foram aperfeiçoadas e estruturadas e, especialmente nos últimos dois anos, aprofundamos muito essa discussão, tanto é que a secretaria executiva do CONASS está com a agenda tomada tamanha a demanda para discutir questões dos Fundos de Saúde e a necessidade de revisão das leis de criação dos Fundos Estaduais de Saúde em face da Lei n. 141/2012, entre outras.

Defendo ainda que temos de alimentar um banco de informações que possam ser facilmente acessadas com as boas práticas e experiências exitosas dos estados. Aqui temos de trabalhar muito em cima dos problemas que são comuns e das soluções que podemos trocar porque tem muita coisa boa acontecendo em todos os lugares. Tem questões que temos de trabalhar melhor, como a promoção da saúde que é muito mais barata e eficiente, melhorando a comunicação e promovendo uma articulação maior.

E também precisamos lutar por mais recursos. É certo que a agenda de eficiência nos impõe avanços contínuos, mas o nossos problemas não se resumem à gestão. Temos questões concretas de financiamento para resolver. Os municípios e os estados ampliaram o investimento em saúde. As nossas responsabilidades aumentaram na medida em que o Ministério da Saúde delegou responsabilidade e não repassou os recursos necessários.

Diretoria CONASS – Gestão 2017/2018

Presidente

Michele Caputo Neto – SES/PR

Vice-presidentes

Região Norte: Vitor Manoel Jesus Mateus – SES/PA

Região Nordeste: José Iran Costa Júnior – SES/PE

Região Sudeste: Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior – SES/RJ

Região Sul: João Gabbardo dos Reis – SES/RS

Região Centro-Oeste: Humberto Lucena Pereira Fonseca – SES/DF

Comissão Fiscal – Titulares

Claudia Luciana de Sousa Mascenas Veras – SES/PB

Henrique Jorge Javi de Sousa – SES/CE

George Antunes de Oliveira – SES/RN

Comissão Fiscal – Suplentes

Marcus Esner Musafir – SES/TO

Christian Reis Teixeira – SES/AL

Carlos Eduardo de Oliveira Lula – SES/MA

Representante do CONASS na Hemobras

Henrique Jorge Javi de Sousa – SES/CE

Representante do CONASS na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior  – SES/RJ

René Santos – CONASS (suplente)

Representantes do CONASS no Conselho Consultivo da Anvisa

Humberto Lucena Pereira Fonseca – SES/DF

Viviane Rocha de Luiz – CONASS (suplente)

Secretário Executivo

Jurandi Frutuoso

<-Voltar