UNEB inicia novo curso de graduação em medicina

Aula inaugural foi ministrada pelo secretário da SGTES que planeja aumentar o investimento nas universidades do Estado

O secretário da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), Mozart Sales, participou nesta quarta-feira (25) da III Semana Científica em Saúde e Ambiente (SEMCISA) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), que aconteceu no Campus I da universidade, em Salvador.

Também participaram do evento o Secretário de Estado da Saúde da Bahia, Jorge Solla; o coordenador de Desenvolvimento de Educação Superior da Secretaria de Educação do Estado, Nildon Pitombo; o reitor da UNEB, Lourisvaldo Valentim; a vice-reitora da UNEB, Adriana Marmori; e o diretor do Departamento de Ciências da Vida da UNEB, Atson Fernandes. O Secretário ministrou a aula inaugural do curso de graduação em Medicina da UNEB que terá duração mínima de seis anos e oferecerá 60 vagas anuais no campus de Salvador. Para este ano, das vagas oferecidas, quatro foram voltadas para a cota de alunos indígenas, sendo três da Bahia e um de Pernambuco, já aprovados.

Durante a aula magna, Mozart Sales apresentou um panorama geral sobre a evolução da população médica no Brasil, os fatores que determinam a necessidade do aumento de profissionais da área e o panorama do mercado de trabalho e da evolução do número de egressos de cursos de medicina. Diante desse diagnóstico detalhado, o secretário mostrou também a medidas que o Ministério da Saúde pretende implantar para provimento e fixação de médicos no país, especialmente na Bahia, com programas como Pró-Residência, Provab, Pet-Saúde e Revalida, além do desenvolvimento e implantação do Plano de Carreira, Cargos e Salários no SUS (PCCS-SUS).

O secretário da SGTES ratificou, ainda, a necessidade de aumentar os recursos para diminuir as iniquidades, aumentar a qualidade do serviço de saúde e superar o desafio da demora no atendimento. “O Brasil tem hoje um patamar de financiamento público da saúde menor que outros países da América Latina, o que mostra claramente que temos que trabalhar nisso”, disse. Pesquisas apontam que a saúde suplementar vem crescendo muito e que o plano de saúde é o terceiro desejo da população, perdendo apenas para a casa própria e carro.

O curso de bacharelado em medicina será custeado pelo governo da Bahia no que diz respeito a pagamento de salário de docentes e recursos humanos. O SUS entra com o subsídio à atividade assistencial integrada entre a universidade e o Hospital Roberto Santos, que já funciona como espaço de prática para os alunos da UNEB e está sendo ampliado, com a construção de um novo edifício anexo, para atender aos graduandos do novo curso.

O Secretário de Saúde, Jorge Solla, destacou a importância da formação de recursos humanos e da estruturação das universidades estaduais para execução dessa tarefa. “Hoje, por exemplo, temos o maior programa de internação residencial do país, mas nada disso é possível sem profissionais com formação de qualidade para atender à população”, afirmou. Ele lembrou ainda que a Bahia é o terceiro pior estado em número de vagas em cursos médicos, quadro que precisa ser mudado: “a UNEB entende isso e está empenhada em preencher essa lacuna”.

AMPLIAR INVESTIMENTOS
Além da aula inaugural, o Secretário da SGTES, Mozart Salles, e o Secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, participaram de reunião no gabinete da Reitoria da UNEB. No encontro, eles debateram sobre alternativas para ampliar os investimentos da Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB) e dos ministérios da Saúde e da Educação nos cursos da área da saúde da universidade. “Vamos marcar uma visita dos representantes da UNEB e da SESAB a Brasília para estudar as possibilidades de aumentar o curso de medicina para que ele possa, em dois anos, oferecer 100 vagas”, propôs Mozart. Nessa linha de atuação, o reitor Lourisvado Valentim lembrou que a UNEB já planeja levar o curso para os campi de Senhor do Bonfim e Guanambi. “Tenho certeza de que contaremos com o apoio da SESAB e do Ministério da Saúde para esses novos desafios“, declarou o reitor.

oto: Internet

Thainá Salviato
Jornalista/Núcleo de Comunicação
Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES)
Ministério da Saúde
Esplanada dos Ministérios Bloco G – Edifício Sede – sala 739
Brasília – DF CEP 70058-900
Telefone: 61 3315 3629

<-Voltar