Vigilância orienta sobre cuidados ao comprar e usar material escolar

Janeiro é o mês em que os pais de crianças e adolescentes vão às compras do material escolar de seus filhos. E para garantir a segurança na volta às aulas, a Vigilância Sanitária Estadual orienta sobre o que deve ser observado ao adquirir os itens da lista repassados pelas escolas e evidencia as recomendações na hora de utilizar os produtos.

Segundo o gerente da Vigilância Sanitária Estadual, Paulo Bezerra, os primeiros cuidados que devem ser observados pelos consumidores é o local da compra. Além de atentar para as condições de higiene, é necessário observar se o produto a ser adquirido possui o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

“É essencial que os pais se certifiquem que o produto possui o selo, porque é ele que vai garantir a segurança das crianças e adolescentes. A maioria das pessoas não costuma atentar para isso, mas, todo o material escolar deve possuir o selo do Inmetro, que atesta a sua qualidade”, destacou Paulo Bezerra.

Outro ponto ressaltado pelo gerente da Vigilância Sanitária Estadual é a observância às instruções de uso do produto e faixa etária à qual ele é destinado. “Itens como colas e tintas podem ser perigosos se manipulados por crianças mais novas. Além disso, os pais devem ler com atenção os rótulos dos produtos para assegurar que não possuem elementos tóxicos”, reforçou Paulo Bezerra, ao alertar sobre o prazo de validade.

Ainda de acordo com ele, os produtos como tesouras, estiletes e demais cortantes, devem ter seu uso supervisionado pelos professores, especialmente no caso de crianças mais novas. “Os professores devem sempre instruir sobre o modo correto de manuseio destes itens e observar se o aluno está mantendo o foco na sua segurança”, reforçou Paulo Bezerra.

Fonte: SES/AL

Repórter: Fabiano Di Pace

Repórter Fotográfica: Carla Cleto

<-Voltar