Editorial

Os sistemas universais de saúde no mundo encontram-se diante de crescentes desafios que ameaçam a sua sustentabilidade. O envelhecimento populacional, a carga de doenças crônicas, a necessidade de incorporação de novas tecnologias e as transformações sociais, políticas e econômicas exigem a reflexão sobre que tipo de ações precisam ser adotadas no presente, a fim de garantir o futuro dos mesmos.

Pensando nisso, o CONASS convidou especialistas internacionais e nacionais para debater o tema no seminário internacional CONASS Debate – O futuro dos sistemas universais de saúde, tema de capa desta edição da revista Consensus.

A matéria apresenta as considerações dos palestrantes sobre financiamento, aumento da expectativa de vida, desigualdade, austeridade, viés mercadológico da saúde, intersetorialidade, seguridade social, modelos de gestão, regionalização e outros aspectos importantes para a saúde e fundamentais para a discussão sobre o futuro desses sistemas, em especial o do Brasil.

Na entrevista desta edição, o presidente do CONASS, secretário de Estado da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela, fala sobre as prioridades de gestão, as expectativas diante da presidência do Conselho e também sobre temas como os desafios de financiamento e de gestão.

A seção Saúde em Foco aborda uma questão fundamental: a importância da vacinação contra a gripe, uma doença muitas vezes subestimada pela população em geral, mas que pode trazer complicações quando não tratada da maneira correta.

Na seção institucional, a cobertura da posse da diretoria do CONASS para a gestão 2018/2019 e um balanço das atividades internas da assessoria técnica do Conselho.

Por fim, o artigo “O seminário internacional do CONASS sobre o futuro dos sistemas universais de saúde” escrito pelo secretário executivo do CONASS, Jurandi Frutuoso, e pelos assessores técnicos, Alethele Santos e Fernando Cupertino.

Boa leitura! 

Voltar ao Topo