Em Brasília, presidente do CONASS, destaca importância do setor filantrópico para o SUS

O presidente do CONASS, secretário de Estado da Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto, participou nesta quarta-feira (16), em Brasília, do 27º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos e defendeu a parceria entre o SUS e o setor para a consolidação e melhoria da saúde pública brasileira.

Caputo Neto falou sobre a experiência do Paraná no apoio aos hospitais filantrópicos e citou  Programa de Apoio e Qualificação de Hospitais Públicos e Filantrópicos do SUS Paraná (HOSPSUS), implementado já primeiro ano da sua gestão frente à SES/PR em 2011.

Ele também chamou a atenção para a promulgação da Lei n. 18976/17 que estabelece normas para a participação complementar da iniciativa privada no SUS. “O HOSPSUS foi a primeira ação estratégica que lançamos no estado: um programa de apoio aos hospitais públicos e filantrópicos do SUS. São 263 hospitais credenciados. Desses, 103 são filantrópicos e agora, com a promulgação desta lei, temos condições de manter os programas de apoio e qualificação desses hospitais, assim como manter os convênios com instituições sem fins lucrativos para ampliar o atendimento ao cidadão paranaense”, observou.

O secretário citou dados do SUS no Paraná que mostram que desde a implantação do HospSUS houve redução do índice de mortalidade materna em 29%, 14% na mortalidade infantil, 18% na mortalidade por acidentes e 10,5% na redução da mortalidade precoce por doenças cardiovasculares.

Os números também apontam que 54% das internações, 25% dos procedimentos de Média Complexidade e 74% dos procedimentos de Alta Complexidade no estado são realizados por entidades filantrópicas. “Os resultados alcançados, o sucesso da parceria e os avanços que ainda vamos ter nesse processo mostram que, de forma muito especial na Atenção Hospitalar, o apoio da filantropia é fundamental para que consigamos prestar um serviço digno ao cidadão “, concluiu.

— 

Assessoria de Comunicação do CONASS

ascom@conass.org.br

(61) 3222-3000

<-Voltar