Fortalecer os cuidados de saúde primários na CPLP

O assessor do Conass para Relações Internacionais, Fernando Cupertino, participa do 13º Congresso de Hipertensão e Risco Cardiovascular Global organizado pela Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH). O encontro acontece entre os dias 7 e 10 de fevereiro em Algarve, Portugal.

Em uma reunião conjunta entre a Sociedade Portuguesa de Hipertensão SPH e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, do qual o Conass faz parte como membro consultivo, o assessor do Conass apresentou o Plano de Ação da Comissão Temática da Saúde e Segurança Alimentar e Nutricional dos Observadores Consultivos da CPLP. “O plano é fruto da reflexão conjunta de representantes de 18 instituições reconhecidas como Observadores Consultivos da CPLP, e com a contribuição de especialistas dos diferentes países de língua portuguesa.

Cupertino explicou que o documento foi entregue à Secretaria Executiva da CPLP em dezembro de 2018, a fim de ser apreciado pelos Ministros da Saúde dos seus Estados-membros. “Um ponto central nele destacado é a prioridade que se deve dar ao fortalecimento dos cuidados de saúde primários (CSP) no universo dos países de língua oficial portuguesa”.

Além de contribuírem para a melhoria do nível de saúde das populações, que, em alguns países da CPLP, ainda enfrentam sérios problemas com as doenças transmissíveis e a desnutrição, os CSP são indispensáveis para enfrentar as doenças cardiovasculares, suas complicações e seus fatores de risco.

Para o assessor do Conass é importante destacar o papel dos alimentos processados e ultraprocessados no sobrepeso e na obesidade, que acometem todas as faixas etárias e distintas condições socioeconômicas.

Compõem a referida comissão temática as seguintes entidades: Assistência Médica Internacional; Associação de Reguladores de Comunicações e Telecomunicações da CPLP; Associação Abraço (de apoio a pessoas com VIH/SIDA); Associação Saúde em Português; Comunidade Médica de Língua Portuguesa; Conselho Nacional de Secretários de Estado da Saúde do Brasil; Fórum das Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha de Língua Portuguesa; Fundação Calouste Gulbenkian; Fundação Eduardo dos Santos; Fundação Oswaldo Cruz; Instituto de Higiene e Medicina Tropical; Instituto Marquês de Valle Flôr; Médicos do Mundo Portugal; União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa; União das Misericórdias Portuguesas; Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias; Liga Africana; Serviço de Utilização Comum dos Hospitais.

 

<-Voltar