Segurança no Trânsito

Ao publicar os artigos encomendados aos conferencistas nacionais e estrangeiros que participaram do Seminário Internacional sobre Segurança no Trânsito, promovido pelo CONASS em Brasília, em abril deste ano, desejamos tornar públicas as experiências exitosas e os desafios que ainda restam a ser vencidos pelos diferentes países que ali estiveram presentes, incluindo-se o Brasil, no que respeita o grave problema dos acidentes de transporte terrestre, comumente chamados de “acidentes de trânsito”, a mortalidade que determinam e as graves sequelas que deles decorrem.
O objetivo central do evento, além de conhecer o que tem sido feito por Portugal, Espanha, Canadá, França e Brasil com respeito à segurança no trânsito, foi o de proporcionar elementos para a elaboração de um documento propositivo (disponível na página 147), a ser entregue ao Senhor Presidente da República, Michel Temer, com vistas à abertura de debate aprofundado em que estejam presentes os diferentes organismos dos Poderes Constituídos e a sociedade civil, de modo a permitir a rápida e consistente reversão do grave quadro que atualmente observamos quanto aos acidentes de trânsito e suas consequências.
A área da Saúde é especialmente atingida por tal situação, uma vez que os serviços pré-hospitalares, hospitalares e de reabilitação/readaptação terminam por sofrer imensa sobrecarga de trabalho, além de seus desdobramentos, tais como o sofrimento das famílias pela perda de seus membros; o pesado fardo deixado pelas sequelas e ainda os elevados custos econômicos, sociais e previdenciários que terminam por sobrecarregar toda a nação.
Assim, a presente publicação apresenta panorama do que se faz e do que já conseguiu fazer nesses países e no Brasil, ao longo dos anos; as conquistas já obtidas e os desafios que continuam a esperar superação. Esta só se dará com o trabalho decidido e conjunto dos governos e da sociedade, unidos no ideal de proteger a vida das pessoas e de reduzir ao mínimo o grau de insegurança no trânsito, a mortalidade e as lesões e incapacidades determinadas pelos acidentes que hoje vitimam milhares de nossos concidadãos, todos os dias.

Versões disponíveis

Segurança no Trânsito

REVISTA CONSENSUS

EDIÇÃO 33 – OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZ. DE 2019
EDIÇÃO 32 – JULHO, AGOSTO E SETEMBRO DE 2019
EDIÇÃO 31 – ABRIL, MAIO E JUNHO. DE 2019
EDIÇÃO 30 – JANEIRO, FEVEREIRO E MARÇO DE 2019
EDIÇÃO 29 – OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZ. DE 2018
EDIÇÃO 28 – JULHO, AGOSTO E SETEMBRO DE 2018
EDIÇÃO 27 – ABRIL, MAIO E JUNHO. DE 2018
EDIÇÃO 26 – JANEIRO, FEVEREIRO E MARÇO . DE 2018
EDIÇÃO 25 – OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZ. DE 2017
EDIÇÃO 24 – JULHO, AGOSTO E SETEMBRO DE 2017

CONASS DOCUMENTA

CD 35 – AS ESCOLAS ESTADUAIS DE SAÚDE PÚBLICA
CD 36 – Estudos sobre a Planificação da Atenção à Saúde no Brasil
CD 34 – APRIMORAMENTO DA GESTÃO DE SEGURANÇA DO PACIENTE […]
CD 33 – Guia de Contratação de Serviços e Aquisição de Soluções em Tecnologia […]
CD 32 – Os desafios da Gestão do Trabalho nas Secretarias Estaduais de Saúde[…]
CD 31 – Planificação da Atenção à Saúde: Um Instrumento de Gestão e […]
CD 30 – O Direito Sanitário como instrumento de fortalecimento do SUS […]
CD 29 – 2º Levantamento da Organização, Estrutura e Ações da Área de RH nas SES
CD 28 – Rede de Atenção às Urgências e Emergências: Avaliação da Implantação e […]
CD 27 – Seminário Internacional Atenção Primária à Saúde: Acesso Universal e […]

COLEÇÃO PARA ENTENDER A GESTÃO DO SUS 2011

LEGISLAÇÃO ESTRUTURANTE DO SUS
SAÚDE SUPLEMENTAR
CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM SAÚDE
REGULAÇÃO EM SAÚDE
GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE
A GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA NO SUS
ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS
VIGILÂNCIA EM SAÚDE – PARTE 2
VIGILÂNCIA EM SAÚDE – PARTE 1
ASSISTÊNCIA DE MÉDIA E ALTA COMPLEXIDADE

Gestão e Redes

DESAFIOS DO SUS
A CONSTRUÇÃO SOCIAL DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE – 2a Edição
AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE
O CUIDADO DAS CONDIÇÕES CRÔNICAS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
SUS – AVANÇOS E DESAFIOS
A GESTÃO DA SAÚDE NOS ESTADOS
OFICINAS DE PLANIFICAÇÃO DA APS