Autocuidado e saúde do homem são tema do Papo Saúde ESP desta terça (9)

Os agravos de saúde nos homens seguem como um dos maiores desafios para a saúde pública no Brasil. E o Novembro Azul, campanha de prevenção e combate ao câncer de próstata, chama a atenção também para a importância do autocuidado para o público masculino. O assunto será discutido no Papo Saúde ESP desta terça-feira (9). A transmissão será realizada às 19h30 no perfil do Instagram da Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE), vinculada à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Embora tenha aumentado em 49,96% a procura do homem por profissionais de saúde entre 2016 e 2020, de acordo com o Sistema de Informação Ambulatorial (SIA) do Sistema Único de Saúde (SUS), passando de 425 milhões de atendimentos para 637 milhões, os homens estão bem atrás das mulheres em termos de atenção à saúde. Dados do Programa Nacional de Saúde (PNS) de 2019 revelam que, apesar de 76,2% da população terem ido ao médico naquele ano, o que corresponde a cerca de 160 milhões de pessoas, a proporção de mulheres (82,3%) superou em muito a de homens (69,4%).

Mais do que não adoecer ou não praticar uma rotina de prevenção, é necessário que os homens tenham consciência dos cuidados com a saúde do corpo e da mente. Equilibrar a alimentação, manter uma prática regular de exercícios e realizar visitas periódicas ao médico são essenciais.

Com o tema “Novembro Azul: escolha o autocuidado”, o Papo Saúde receberá o coordenador do Serviço de Urologia do Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA), Raphael Bezerra. A mediação será feita pela supervisora do Centro de Extensão em Saúde da ESP/CE, Luciana Rocha.

Novembro Azul

O mês de novembro é dedicado à conscientização sobre saúde do homem – e também sobre diabetes. Criado em 2003, o movimento internacional Novembro Azul vem para estimular o desenvolvimento de ações para o diagnóstico precoce do câncer de próstata. A data é uma referência ao 17 de novembro, Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. No Brasil, a campanha ocorre desde 2011 pelo Instituto Lado a Lado pela Vida.

De acordo com números da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), 42 homens morrem diariamente vítimas de câncer de próstata no Brasil. As estimativas apontam que cerca de três milhões de brasileiros vivem com a doença. O câncer é considerado o tipo mais frequente entre os homens do País, depois do de pele. Sua ocorrência é mais comum em quem tem mais de 50 anos.

A melhor forma de garantir a cura da doença é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou com 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula e sobre o exame de sangue PSA. Em 95% dos casos, o câncer aparece em estágio avançado.

Papo Saúde ESP

Convidado: Raphael Bezerra – coordenador do serviço de Urologia do Hospital de Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA)
Quando: terça-feira (9), às 19h30
Assista no perfil da ESP/CE no Instagram

Fonte: SES/CE
<-Voltar