CD 46 – Segurança do Paciente em Serviços de Saúde: uma Prioridade com Múltiplas Dimensões
CONASS DOCUMENTA.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os danos causados aos pacientes por cuidados inseguros representam um desafio global de saúde pública e é uma das principais causas de morte e incapacidade em todo o mundo. A boa notícia é que a maioria desse tipo de dano ao paciente é evitável.

A cultura de segurança do paciente é considerada um componente estrutural dos serviços de saúde. Ela favorece a implantação de práticas seguras e a diminuição da ocorrência de eventos adversos, ou seja, dos danos aos pacientes causados por falhas durante a assistência.

Criado em 2013, o Programa Nacional de Segurança do Paciente completa 10 anos em 2023, e o Conass, por meio da Câmara técnica de Qualidade no Cuidado e Segurança do Paciente (CTQCSP), comemora a data com o lançamento do Conass documenta 46: Segurança do Paciente em Serviços de Saúde: uma Prioridade com Múltiplas Dimensões.

A publicação está dividida em três eixos: Planejamento e prestação de cuidados de saúde; Promovendo a segurança do paciente nas Redes de Atenção à Saúde; e Experiências dos estados através das lentes de segurança do paciente e questões de qualidade.

Ao longo de 23 artigos, o Conass documenta 46 aborda os diferentes tipos de prioridades e múltiplas dimensões que perpassam a segurança do paciente na Rede de Atenção à Saúde (RAS), para que os serviços de saúde, gestores e profissionais de saúde busquem, por meio de relatos de experiências e de revisões bibliográficas, promover cuidados corretos, no momento certo, e que esses cuidados sejam prestados de maneira segura, evitando lesões e danos.