Casos de Hanseníase em Roraima têm diminuído nos últimos três anos

Os municípios são orientados pelo Estado a fiscalizarem a doença

O Monitoramento da Hanseníase em Roraima é feito atualmente junto a Coordenação e as Unidades de Saúde de cada Município. São as unidades municipais que passam essas informações para o Órgão responsável no Estado. Se caso tenham muitos pacientes suspeitos na cidade e não tem o profissional capacitado, o Núcleo de Controle de Hanseníase da Secretaria de Saúde de Roraima (Sesau-RR), encaminha o médico de referência do Núcleo para fazer as ações.

Para diminuir os casos em Roraima, os municípios são orientados a fazerem palestras, ações e explicarem aos pacientes o que é a Hanseníase, uma doença que tem cura e que o Estado disponibiliza os medicamentos.

De acordo com Rita Novo, Coordenadora do Núcleo, o que dificulta o diagnóstico é o próprio paciente: muitos não procuram os postos de saúde das cidades onde moram ou abandonam o tratamento por vergonha ou por sofrer algum tipo de preconceito. O trabalho das Unidades de Saúde Municipais é apoiar e acompanhar esse paciente até o final do tratamento.

“Orientamos todos os pacientes que tenham manchas na pele ou que desconfiem que é Hanseníase que procurem um posto de saúde mais próximo de sua residência ou o Hospital de Referência no Estado, o Coronel Mota, que nesses locais ele terá todo o atendimento e acompanhamento necessário até o final do tratamento. Que eles não sintam vergonha de procurar ajuda, estamos aqui para ajudá-los a tirarem todas as dúvidas”, explicou.

O Núcleo também orienta os responsáveis de cada Município, que são as equipes de estratégia em saúde, a irem nas casas acompanhar esses pacientes e orientar os mesmos a procurarem ajuda.

De acordo com os dados, em 2017 foram 68 pacientes curados da doença em Roraima; em 2018 foram 34 pessoas curadas e até o primeiro semestre deste ano já são 56 pessoas que tiveram altas dos tratamentos.

Dados dos Pacientes CURADOS da Hanseníase em Roraima:

Ano 2017: 68 pacientes curados, sendo que 79 pacientes estavam em tratamento;

Ano 2018: 34 pacientes curados, sendo que 45 pacientes estavam em tratamento;

Ano 2019: 56 pacientes curados; sendo que 78 estavam em tratamento.

Proporção de Cura no Estado/RR:

Ano 2017: 86.06%;

Ano 2018: 75.56%;

Ano 2019: 71.79%.

Casos Novos no Estado/RR:

Ano 2017: 150 casos novos;

Ano 2018: 106 casos novos;

Ano 2019: 48 casos novos.

 

Ascom /Sesau 

Angelina Mendonça (Cerimonial) 

<-Voltar