Conass lança o painel “Redes sociais e covid-19 – sintomas e comportamentos dos internautas”

Feita em parceria com Vital Strategies, análise baseia-se em relatos sobre sintomas da doença e comportamento dos internautas em questionários feitos pelo Facebook

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) passa a divulgar o painel Redes sociais e covid-19 – sintomas e comportamentos dos internautas, baseado nos relatos de sintomas e comportamentos relacionados à Covid-19 entre a população brasileira. Os dados, reunidos pelo Facebook e sistematizados pela organização global de saúde Vital Strategies em parceria com o Conass, representam uma importante ferramenta para identificar as tendências da doença no país.

“Ele ajuda a traçar um panorama da situação mais recente”, afirma o assessor técnico do Conass, Nereu Henrique Mansano. Para acompanhar a evolução da epidemia de Covid-19 são usados atualmente dados diretos e indiretos: hospitalizações, registros de Síndrome Respiratória Aguda Grave e dados do Sivep-Gripe. Deste conjunto, um dos dados mais importantes é o registro de casos e de óbitos. “São informações confiáveis, que retratam a situação de todo o país. Mas há uma ressalva: o espaço de tempo entre a ocorrência do caso e sua formalização nos registros oficiais”, disse. A estimativa é de que sejam necessários, em média, de 7 a 10 dias entre o aparecimento dos sintomas e a oficialização do caso confirmado. “O retrato é preciso, mas um pouco defasado”, completou.

No caso dos dados de relatos do Facebook, ocorre o inverso, já que os dados são gerados de forma mais imediata, quando as pessoas começam a apresentar sintomas. A pesquisa é voluntária, feita entre uma parcela da população que tem acesso à internet e que usa redes sociais. “Mesmo quem usa a plataforma, há quem não queira participar de questionários.” A limitação, contudo, é compensada com a associação com outras bases de dados. “As informações trazidas pela pesquisa nos dão um bom indicativo da situação mais recente quanto a sintomas que sugerem a Covid-19 (já contempladas nesta primeira versão do painel) e da adesão desta parcela da população a algumas medidas de prevenção, avaliou Mansano.

Os dados serão sistematizados por estados. Resultados são importantes para pesquisadores, autoridades sanitárias e população em geral. A metodologia usada no painel que passa a ser divulgado agora pelo Conass foi desenvolvida pelo departamento de saúde do Facebook em parceria com a Universidade de Maryland. Painéis com dados em todo o mundo começaram a ser coletados em maio de 2020.

O diretor executivo da Vital Strategies no Brasil, Pedro de Paula, avalia que a análise dos dados do painel pode ajudar gestores a traçar um perfil mais preciso e atualizado da epidemia na região e, com isso, definir e adaptar estratégias de acordo com as necessidades de cada etapa. “No Rio Grande do Sul, o governo já analisa os dados sobre relatos de sintomas na definição de estratégias de contenção da Covid-19. As possibilidades de ação são inúmeras” avalia o diretor. Com base no painel, seria possível, por exemplo, adotar medidas como ampliar a velocidade de vacinação em áreas com tendência de aumento de casos, formando uma espécie de cinturão protetor, recurso similar ao já utilizado para conter outras doenças.

O painel tem como ponto de partida questionários preenchidos por usuários do Facebook. Assessor técnico de Ciência de Dados da Vital Strategies, Renato Teixeira, afirma que o conjunto de questões é enviado para um grupo de usuários com diferentes tipos de perfil, de forma a garantir maior representatividade da amostra. São necessários entre 10 e 15 minutos para responder às perguntas, que vão além de sintomas relacionados à Covid-19. Ali também são extraídas informações sobre exposição a fatores de risco, adoção de medidas de proteção (como uso de máscara) e condição vacinal, por exemplo.

O painel Redes Sociais e Covid-19 – Sintomas e Comportamentos dos Internautas, lançado hoje, deverá contar com outros itens para visualizações num curto espaço de tempo. O projeto será ampliado, com exibição de novos quesitos, para tornar a análise ainda mais detalhada.

Sobre o CONASS

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, que se pauta pelos princípios que regem o direito público e que congrega os Secretários de Estado da Saúde e seus substitutos legais, enquanto gestores oficiais das Secretarias de Estado da Saúde (SES) dos estados e Distrito Federal. Os principais objetivos do Conass são fortalecer as secretarias estaduais de saúde, torná-las mais participativas na reconstrução do setor saúde e representá-las politicamente.

Sobre a Vital Strategies

A Vital Strategies é uma organização global de saúde que acredita que todas as pessoas devem ser protegidas por um forte sistema de saúde pública. Trabalha com governos e a sociedade civil em 73 países, incluindo o Brasil, para projetar e implementar estratégias baseadas em evidências que abordam seus problemas de saúde pública mais prementes. O objetivo é ver os governos adotarem intervenções promissoras em escala o mais rápido possível. Para saber mais, visite www.vitalstrategies.org.

Assessoria de Comunicação do Conass

ascom@conass.org.br

<-Voltar