Convênio entre Saúde e Instituto vai fortalecer atenção básica ao câncer infantil

Ao lado do superintendente do Instituto, a secretária e o deputado assinam o convênio

Em uma cerimônia marcada pela emoção, o Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde, assinou nesta quarta-feira (10) convênio com o Instituto do Câncer Infantil para qualificar e fortalecer a rede de atenção de oncologia infanto-juvenil no Rio Grande do Sul.

O convênio prevê o repasse, em 24 parcelas, de um total de R$ 551,7 mil do Estado à instituição, referência há 30 anos na assistência às crianças e adolescentes com câncer. Assim como a contrapartida do Instituto, de R$ 84 mil, os recursos serão aplicadas em três frentes.

Duas delas envolvem os profissionais de saúde, com capacitação para diagnóstico e encaminhamento para o instituto de crianças com suspeita de câncer e auxiliar na requalificação do atendimento. A terceira meta é desenvolver um aplicativo que dará a profissionais e a população em geral acesso a informações sobre o câncer infanto-juvenil, permitindo um atendimento mais rápido dos casos.

“Esse é um momento que toca o nosso coração. É um momento que dispensa legendas”, disse a secretária da Saúde, Arita Bergmann, durante a cerimônia. Diante do deputado estadual Tenente-Coronel Zucco, ela lembrou que o apoio ao Instituto combina perfeitamente com a “Lei Manu”, a Lei do Câncer Infantil, de autoria do parlamentar, que instituiu a política de atenção à oncologia pediátrica no Estado.

“Esse convênio vai dar vida à lei. É importante o apoio da atenção básica. Fortalecer a rede de atenção ao câncer juvenil prestando serviços de qualidade, fornecendo tecnologia e capacitando a nossa rede”, disse ainda a secretária, lembrando que a parceria vai dar apoio às unidades hospitalares que fazem parte da Rede Estadual de Assistência em Oncologia.

Na sua fala, o deputado Tenente-Coronel Zucco apontou o empenho do Instituto no apoio às crianças. Lembrando da experiência de oficial do Exército, disse que, além da segurança, costuma atuar na pauta da saúde infantil. “E eu desconheço um outro instituto tão empenhado em ajudar essas crianças”.

Superintendente do Instituto do Câncer Infantil, Algemir Brunetto ressaltou se tratar de um momento histórico “que dá vida à Lei Manu”. “O convênio vai qualificar a regulação, ampliar o apoio às equipes e, principalmente, tornar mais acessível o diagnóstico”.

Durante a cerimônia, dois pacientes do Instituto, Enzo Laufer, 5 anos, e Kristofer Cauã, 11, dividiram as atenções, recebendo o carinho da secretária e dos demais participantes. Eles também entregaram a Arita Bergmann uma placa em homenagem à sua atuação e outra referente ao trabalho da Secretaria da Saúde.

Fonte: SES/RS

<-Voltar