Diálogos Conass recebe a secretária da SECOVID para debater ações de enfrentamento da pandemia

Jurandi Frutuoso e Rosana Leite em reunião com a assessoria técnica do Conass na manhã desta quarta-feira (14)

Integração das ações, respeito às decisões técnicas, comunicação e atendimento pós-covid foram temas da reunião

A secretária extraordinária da SECOVID/MS, Rosana Leite, participou nesta quarta-feira (14), de reunião com a assessoria técnica do Conass. A vice-presidente do Conasems, Cristiane Pantaleão e o diretor financeiro Hicham Mohamad também participaram.

Algumas questões relevantes, como a integração das diversas áreas envolvidas no enfrentamento da pandemia, o respeito às discussões e decisões técnicas sobre ações relativas à vacinação, testagem etc., e a necessidade de uma comunicação que oriente a população quanto às medidas de prevenção da Covid-19 e sobre a vacinação foram levantadas.

“A comunicação é o ponto mais frágil, até aqui, no enfrentamento da pandemia. Não vimos campanhas de orientação sobre a segurança e eficácia das vacinas, a importância do retorno para a segunda dose, ou ações educativas acerca das medidas de prevenção”, ressaltou o assessor técnico do Conass, Nereu Henrique Mansano, que teve a fala endossada por Frutuoso. “A ausência dela tem causado um enorme prejuízo no enfrentamento da pandemia”, afirmou.

Mansano destacou a necessidade de dar maior agilidade à tomada de decisão de questões já debatidas no âmbito técnico, mantendo o processo de escuta às sociedades científicas e pesquisadores,  através da Câmara Técnica Assessora de Imunizações, bem como a discussão no âmbito tripartite das decisões relacionadas à vacinação contra a COVID-19. Considerou também a necessidade de reduzir a fragmentação das ações voltadas ao enfrentamento da COVID-19, destacando as dificuldades observadas na ampliação da estratégia de testagem, que precisa estar articulada às ações de vigilância e monitoramento de contatos.

Outros pontos relevantes levantados pelo coordenador de Desenvolvimento Institucional do Conass, René Santos, foram a necessidade da construção de estratégias que contemplem o momento que está por vir e que diz respeito ao grande contingente de pessoas que ficarão com sequelas pós-Covid e a vacinação no próximo ano. “Se não houver uma articulação, os municípios terão de começar a organizar esses serviços sem um padrão nacional. Minha sugestão é que essa agenda já comece a ser trabalhada agora”, afirmou.

Assessores técnicos do Conass pontuaram questões importantes a serem debatidas com a SECOVID/MS

Respondendo aos questionamentos, Rosana Leite ressaltou que em sua atuação frente à SECOVID, o grande desafio será trabalhar de forma matricial. Ela também enfatizou que a expertise técnica será sempre respeitada. “É fundamental coordenarmos e integrarmos todas as ações do ministério e também fazermos esse link com todas as outras instâncias gestoras”.

Sobre a síndrome pós-covid, ela observou que o tema já está sendo pautado e a ideia é fazer um documento coordenador único contemplando todas as ações e protocolos e que definam como será feito o atendimento a esses pacientes.

Em relação à vacinas, a secretária disse que a pasta já está fazendo uma projeção do quantitativo das vacinas disponíveis no próximo ano, se compromentendo a manter a articulação técnica e a discussão tripartite em sua operacionalização. Concordou com a necessidade de integração para a ampliação da estratégia de testagem e que trará em breve para debate as orientações para sua implementação.

Por fim, Leite destacou que a união entre os entes é o mais importante. “Estamos aqui pelo SUS, nosso projeto é de Estado, não é de governo. Estou à disposição de vocês”.

Cristiane Pantaleão, vice-presidente do Conasems, destacou a importância de manter esses espaços de discussão, pois eles permitem trazer a realidade daquilo que acontece na ponta nos municípios e disse estar otimista com o posicionamento e com a forma de trabalhar da secretária. “Saio desta reunião com esperança e passarei aos municípios o que debatemos aqui. O Conasems está à disposição para ajudar nesse desafio que é a integração dentro do Ministério da Saúde”.

Para o secretário executivo do Conass, Jurandi Frutuoso, é fundamental a união dos entes, principalmente neste momento de pandemia. “Somos a favor do SUS. A nossa intenção é harmonizar as três esferas de gestão com foco no fortalecimento do SUS e na proteção da nossa população”.

Diálogos Conass é uma série de encontros promovidos pelo Conselho com os secretários do Ministério da Saúde com a intenção de aproximar as áreas e harmonizar posições que ajudem no trabalho de enfrentamento da pandemia.

Ascom Conass

ascom@conass.org.br

(61) 3222-3000

<-Voltar