Estratégias de fortalecimento da saúde materno-infantil na APS durante a pandemia


Três experiências da Atenção Primária à Saúde (APS), que buscam manter e adaptar o cuidado à saúde materno-infantil no contexto da pandemia, participarão do próximo debate da iniciativa APSForte no SUS no combate à pandemia, promovido pela Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS/OMS) e pelo Ministério da Saúde, que ocorre nesta quinta-feira, dia 27 de agosto, às 17h.

As experiências convidadas garantem o cuidado às gestantes durante o pré-natal, utilizam ferramentas virtuais para monitorar as crianças nascidas e às mulheres no período do puerpério, como também promovem o aleitamento infantil. As iniciativas são provenientes de Fortaleza, Joinville e da cidade de São Paulo, respectivamente.

A debatedora será a assessora técnica do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Maria José Evangelista. A moderação será realizada coordenadora de Capacidades Humanas em Saúde e Sistemas e Serviços de Saúde da OPAS/OMS Brasil, Mónica Padilla.

O debate será transmitido no Portal da Inovação na Gestão do SUS (www.inovacaoemsaude.org ou www.apsredes.org) e também no facebook @inovacaoemsaude e no canal do youtube do portal. O público poderá enviar perguntas para as convidadas no endereço www.apsredes.org/participe.

Experiências convidadas:

  • fortaleza – ce: ASSISTÊNCIA PRE-NATAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DURANTE A PANDEMIA DE COVID 19

Descreve a estratégia da Unidades de Atenção Primária para manter a assistência pré-natal às gestantes durante a pandemia de covid 19, principalmente, diante de gestantes com diagnóstico confirmado de covid 19 por RT-PCR para manter a qualidade no cuidado.

Convidada – Aline Magalhães – enfermeira da Estratégia Saúde da Família da SMS Fortaleza.

  • JOINVILLE – SC: IMPLANTAÇÃO DE FERRAMENTA VIRTUAL PARA ACOMPANHAMENTO E MONITORAMENTO DAS CRIANÇAS NASCIDAS NO MUNICÍPIO DE JOINVILLE

Implantação de uma nova ferramenta virtual que reorganiza a assistência ao recém-nascido de maneira qualificada e oportuna no contexto do COVID-19, gerando informação dos nascimentos do município, com classificação de risco, para as Unidades Básica de Saúde (UBS), possibilitando que a equipe de saúde planeje e personalize o atendimento.

Convidada – Viviane Karina Korovsky , enfermeira e apoiadora da coordenação de Estratégia de Saúde da Família da SMS de Joinville.

  • SÃO PAULO – SP: Centro de Apoio à Lactação (CENALAC) na Rede Municipal de saúde Paulistana em tempos de COVID-19

Iniciativa para promover a amamentação e favorecer a doação de leite humano, mesmo em tempos de COVID-19, fortalecendo a rede de proteção ao Recém Nascido, nutriz e família. A iniciativa foi possível pela parceria entre o Banco de Leite Humano e as Unidades Básicas de Saúde do município.

Convidada – Edjane Mércia de Araújo, enfermeira e assistente técnica da regional de Saúde Leste da SMS de São Paulo.

A iniciativa APS Forte no SUS – no combate à pandemia é uma estratégia que estimula o debate e a divulgação de boas práticas da APS durante a pandemia de Covid-19. Foi proposta pelo Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS/MS) e pela Organização Pan-americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil para mobilizar os profissionais de saúde. Mais de 1.600 relatos se inscreveram na iniciativa. Saiba mais informações em www.apsredes.org.

Fonte: APS Redes

<-Voltar