Fhemig adere ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) aderiu ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC), que tem como objetivos auxiliar, incentivar e valorizar as organizações públicas do Brasil a melhorarem seus padrões de integridade, reduzindo os níveis de corrupção do país a patamares similares aos dos países desenvolvidos. A iniciativa reforça o empenho da Fhemig em aprimorar suas ações e reduzir os riscos de corrupção dentro da instituição.

Como forma de tornar público o compromisso com a promoção da integridade e da ética na instituição, o site da Fundação agora conta com um selo do programa. Além disso, a Fhemig recebeu um relatório que descreve seu cenário atual e também sugestões de ações efetivas para a implementação das boas práticas de prevenção à fraude e à corrupção.

Para participar, foi necessário responder um questionário na plataforma e-Prevenção, que é uma iniciativa das Redes de Controle nos estados e integra o PNPC, permitindo mapear e diagnosticar a suscetibilidade à corrupção dentro das organizações. Por meio de um questionário autoavaliativo, são analisadas as ações das instituições em relação à prevenção, detecção, investigação, correção, monitoramento, transparência e participação social, e investigação de ilícitos.

Outras ações

Além de aderir ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção, a Fhemig lançou, em outubro de 2020, o Plano de Integridade, disponível no site da instituição, e já planeja a sua segunda edição.

O objetivo é solidificar a confiança dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), agentes públicos e da sociedade em geral nos serviços prestados pela Fundação.

Ao todo, oito eixos temáticos compõem o plano: Governança e Comprometimento da Alta Administração; Planejamento Estratégico; Controles Internos e Gestão de Riscos; Conflito de Interesses e Nepotismo; Gestão de Pessoas; Código de Ética e Comissão de Ética, e Canal de Denúncias e Transparência, que se pautaram nos princípios éticos e constitucionais norteadores da Administração Pública.

Por Aline Castro Alves

Fonte: SES/MG

<-Voltar