Força de trabalho da saúde nas fronteiras em pauta no Conass

Brasília – Alessandro Glauco dos Anjos de Vasconcelos, diretor do Departamento de Gestão do Trabalho em Saúde, do Ministério da Saúde (DEGTS/MS), reuniu-se hoje (06), na sede do Conass, com o secretário executivo do Conselho, Jurandi Frutuoso, para articular uma parceria com os estados em relação à força de trabalho da saúde nas fronteiras. Para ele, o apoio dos Conass é fundamental e estratégico para implementar ações efetivas que resolvam o problema dos vazios assistenciais nas regiões fronteiriças do país.

Alessandro Glauco mencionou a realização de um seminário sobre esse tema dentro da programação do Mercosul onde participaram representantes dos estados parte do Mercosul, estados associados, representantes da saúde indígena, do Conselho Federal de Medicina, do Conass e do Conasems.

Ao final do evento, explicou o diretor do DEGTS, “foi formado um grupo de trabalho cujo objetivo é discutir estratégias a serem implementadas nestas regiões de fronteiras que são, normalmente rurais ou urbanas de pequeno e médio porte. Ao fazermos uma ação articulada podemos perceber o melhor custo efetivo e entender como resolver o problema assistencial de saúde, apoiando esses municípios, coordenados com a ação dos estados”.

Outro ponto importante, ainda segundo o diretor, diz respeito à presença dos profissionais de saúde nessas áreas. “Quando se tem vazio assistencial sempre há a possibilidade do profissional que está do outro lado da fronteira vir para o nosso lado prestar essa assistência. Isso gera uma inquietude e uma dificuldade”, concluiu.

Assessoria de Comunicação do Conass

ascom@conass.org.br

(61) 3222-3000

<-Voltar