Governador Carlesse lança programa TOSaúde que vai oferecer serviços de Telemedicina gratuita a tocantinenses

Programa lançado nesta terça vai possibilitar o atendimento domiciliar especializado para pacientes. – Foto: Washington Luis/Governo do Tocantins

Serviço vai possibilitar o atendimento domiciliar especializado para pacientes
Os mais de 1,5 milhão de tocantinenses já tem, à disposição, um serviço de Telemedicina ofertado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do Estado, que vai aumentar a capacidade de atendimento da rede estadual, proporcionando agilidade e eficiência na assistência à população. Trata-se do programa TOSaúde lançado, nesta terça-feira, 18, pelo governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse. A plataforma do programa de consultas está liberada no endereço tosaude.to.gov.br e, nos próximos dias, também estará disponível nas lojas de aplicativo de smartphones.

O Tocantins é o primeiro estado da Região Norte do Brasil a lançar essa solução inovadora de telemedicina, seguindo os exemplos exitosos de outros estados e países que já utilizam o apoio dos recursos tecnológicos na área da saúde. “Fico muito feliz por estarmos conseguindo atingir nosso objetivo, que é facilitar e melhorar a vida do povo e, principalmente, na área da Saúde. São 22 especialidades, que estarão disponíveis aos tocantinenses dos 139 municípios. Este programa vai dar condições de um atendimento ágil, humanizado e de qualidade e mostra que o Tocantins caminha a passos largos”, comemorou o governador Mauro Carlesse.

O Chefe do Executivo Estadual destacou ainda que o TOSaúde será uma importante ferramenta no enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus. “Temos adotado várias medidas para evitar aglomerações e este serviço de telemedicina é mais uma ferramenta. O morador lá do interior vai poder contar com atendimento médico, sem ter que se deslocar aos grandes centros, evitando aglomerações nas unidades de saúde”, destaca.

Corroborando com a fala do governador Carlesse, o vice-governador Wanderlei Barbosa reforçou que o serviço on-line vai contribuir para agilizar o atendimento e reduzir filas nos hospitais. “Hoje, já se faz praticamente tudo pela internet e o Governo inova, quando traz para todos os tocantinenses a possibilidade de receber atendimento em casa, desafogando os hospitais que têm sofrido nesta pandemia”, afirmou.

Durante o lançamento do programa, o secretário de Saúde do município de Caseara e presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins (Cosems/TO), Rondineli da Silva, falou da importância do programa ao atender as necessidades da população.  “Em nome dos 139 municípios, das 470 unidades de saúde espalhadas por todo o Estado e das mais de 519 equipes de saúde da família, queremos agradecer e dizer que para nós, de cidade pequena, termos a condição de um especialista estar nos atendendo sem a necessidade de locomoção nos alegra e traz tranquilidade. Agradeço, ao Governador, por reconhecer a importância dos municípios”, afirmou.

Como funciona

O secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, destacou que o programa TOSaúde vai funcionar 24 horas por dia, para atendimento a casos suspeitos de Covid-19. “Este atendimento vai ocorrer sete dias por semana. Nossa capacidade geral/mensal será de 30 mil atendimentos, o que é bem maior que nossa capacidade presencial. Vale ressaltar, além do teleatendimento, a importância da telinterconsulta exclusivo para médicos, os recém-formados, por exemplo, especialmente aqueles que atuam no interior, terão a possibilidade de tirar dúvidas e trocar ideias com médicos mais experientes. Esse recurso tecnológico além de garantir a melhoria no acesso aos serviços de saúde, otimiza os serviços da rede e o gerenciamento dos recursos”, informou.

Na plataforma, após o cadastro inicial e a triagem, o cidadão será atendido imediatamente por teleconsulta com o médico, se for classificado com grau moderado ou grave para Covid-19.  Se for classificado com grau leve, ele será acompanhado por enfermeira, por 14 dias, para evitar que este paciente vá até uma unidade de saúde sem necessidade. Para as outras especialidades, a Central de Regulação do Estado vai organizar a lista e os pacientes serão contatados para triagem e posterior consulta.

TOSaúde conta com Teletriagem, Teleconsulta, Telinterconsulta e Telemonitoramento. A Teletriagem auxilia na interpretação de sinais e sintomas por meio da coleta de dados de saúde diretamente com o paciente, para assessorar a conduta clínica dos médicos. A Teleconsulta permite ao paciente realizar uma consulta on-line, de forma segura, utilizando uma interface web ou de um aplicativo móvel. Já a Teleinterconsulta ocorre quando há troca de informações e opiniões entre médicos (também conhecida como segunda opinião), com ou sem a presença do paciente, para auxílio diagnóstico ou terapêutico, clínico ou cirúrgico, com intermédio da tecnologia. E o Telemonitoramento é o acompanhamento da situação de saúde dos pacientes, por intermédio da atualização dos dados clínicos e avaliação da evolução da situação de saúde.

O presidente da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Thiago Maciel, destaca que o acesso ao sistema só é possível para quem tem o Cartão Nacional do SUS cadastrado no Tocantins. “Agradecemos ao Governador por entender a importância do uso da tecnologia nos serviços públicos e destacamos que este sistema é bem básico, simples e assertivo”, reforçou.

Especialidades

Além de consultas com médicos clínicos e enfermeiros, o usuário terá acesso às seguintes especialidades: Alergia e Imunologia Pediátrica, Cardiologia , Cardiologia Pediátrica, Dermatologia, Dermatologia Pediátrica, Endocrinologia, Endocrinologia Pediátrica, Gastroenterologia, Gastroenterologia Pediátrica, Geriatria, Ginecologia, Hematologia, Infectologia Pediátrica, Mastologia, Nefrologia , Nefrologia Pediátrica, Neurologia, Neurologia Pediátrica, Nutrição Pediátrica, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Pneumologia, Pneumologia Pediátrica, Psiquiatria, Psiquiatria Pediátrica, Reumatologia, Reumatologia Pediátrica e Urologia.

O serviço possibilita o acesso ao atendimento ambulatorial especializado, marcação de exames e prescrição de receitas.

Por Sara Cardoso e Vania Machado/Governo do Tocantins

Edição: Lenna Borges

Revisão Textual: Marynne Juliate

<-Voltar