HCN é referência em atendimentos de urgência e emergência no Norte do Estado

Enquanto a unidade do Governo de Goiás em Uruaçu segue em perfil de média e alta complixade, serviços básicos são atendidos pelas UPAs da região

Hospital do Governo de Goiás em Uruaçu conta com equipamentos de última geração para atendimento

O Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN) assumiu perfil assistencial especializado em média e alta complexidade. A unidade do Governo de Goiás em Uruaçu é referenciada para atender casos de urgência e emergência de pacientes encaminhados pelo Complexo Regulador do Estado (CRE-GO) ou resgatados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros.

Desde o início de dezembro, a população tem à disposição serviços emergenciais nas áreas de traumatologia, ortopedia, ginecologia, cirurgias gerais e pediatria. A implantação de outras especialidades médicas, tais como obstetrícia e oncologia, será feita gradativamente nos próximos meses.

“O hospital será extremamente resolutivo em relação aos atendimentos de média e alta complexidade. Pacientes que precisavam viajar até quatro horas em busca de um centro de referência agora serão recebidos e tratados aqui”, afirma Getro de Oliveira Pádua, diretor-geral do HCN.

Vale ressaltar que os serviços básicos continuarão sendo ofertados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Uruaçu e de outros municípios da região. Esses centros são responsáveis pela avaliação primária e inserção dos pacientes graves e que necessitam de atendimento especializado no sistema de regulação.

Estrutura hospitalar
O HCN tem 35 mil metros quadrados de área construída e está situado em uma área total de 63 mil metros quadrados. São 238 leitos gerais e 45 complementares, inclusive com UTIs adultas, pediátricas e neonatais. Há, ainda, 10 salas cirúrgicas, 14 leitos de recuperação e unidade de coleta e transfusão (UCT).

Um dos maiores e mais modernos hospitais do Complexo Estadual de Serviços de Saúde de Goiás, o HCN oferecerá atendimento em especialidades como cardiologia, ginecologia, hematologia, infectologia, otorrinolaringologia, ortopedia e angiologia. E possui um tomógrafo de 64 canais, aparelhos de raios X e ultrassonografia, entre outros equipamentos de última geração para a realização de diagnósticos.

Dayelle Hadassa (texto e foto)/Imed

<-Voltar