Live: Conasems e Conass debatem desafios para a intubação em tempos de pandemia

 

Na próxima sexta-feira (26), às 14h30, o Conasems e o Conass convidam sociedades de especialistas, representadas pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira, para debater a situação e as alternativas para o desabastecimento de medicamentos utilizados na intubação orotraqueal. A transmissão ao vivo será feita pelo Canal Conasems no Youtube. 

Com o recrudescimento da pandemia da Covid-19 no Brasil e o aumento exponencial de pacientes que requerem cuidados hospitalares, cresce a necessidade de leitos para internação em enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Assim, há crescimento do consumo de medicamentos utilizados na intubação orotraqueal – IOT (“kit intubação” – sedativos, analgésicos e bloqueadores neuromusculares) e na manutenção de ventilação mecânica para suporte ventilatório e prolongada permanência nas UTIs. Estes medicamentos são essenciais na manutenção dos pacientes graves em insuficiência respiratória e na continuidade e operação dos leitos de UTI. 

No momento, o cenário é de dificuldades na reposição de estoque dessas classes de medicamentos na maioria dos estabelecimentos de saúde do país, especialmente nos hospitais, e em outros estabelecimentos como Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e  Hospitais de Pequeno Porte (HPPs). Os participantes da live vão discutir a situação atual, bem como a necessidade de qualificação dos profissionais de saúde que fazem o manejo dos pacientes e destes insumos.

Participantes: 

Elton Chaves – Assessor Técnico do Conasems 

Heber Dobis – Consultor de Assistência Farmacêutica do Conass

Suzana Lobo – Diretora Presidente da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB)

A transmissão será feita pelo Canal Conasems no Youtube. Participe enviando sua pergunta durante o chat ao vivo.

 

Fonte: Conasems

Foto: Breno Esaki / Agência Brasília

<-Voltar