Para ajudar municípios na reorganização da saúde, SES retoma 2ª fase do PlanificaSUS em MS

A Secretaria de Estado de Saúde realizou nesta terça-feira (21), o Workshop de Abertura da Fase 2 do PlanificaSUS: A organização da Atenção Ambulatorial Especializada em rede com a Atenção Primária à Saúde. Em Mato Grosso do Sul 12 municípios que compõem as microrregiões de Aquidauana e Jardim: Anastácio, Aquidauana, Bodoquena, Dois Irmãos do Buriti, Miranda, Nioaque, Bela Vista, Bonito, Caracol, Guia Lopes da Laguna, Jardim e Porto Murtinho participam do projeto.

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o Planifica SUS MS é uma oportunidade mudar o cenário da saúde pública em Mato Grosso do Sul. “A Atenção Primária à Saúde (APS) tem sido uma grande preocupação dos gestores estaduais, uma vez que é de responsabilidade dos Estados fortalecer esse nível de atenção, assessorando os municípios na organização e na educação permanente de suas equipes, além de definir fontes de financiamento adequado, bem como monitorar e avaliar sua execução e os indicadores relacionados. O Planifica SUS MS é uma oportunidade destas regiões melhorarem os seus indicadores”.

Segundo o coordenador Nacional do Planifica SUS, Marcio Paresque, Mato Grosso do Sul tem se tornado referência nacional no programa. “O Estado tem realizado uma das experiências mais exitosas dentro do programa. Os municípios têm feito o seu papel e não medem esforços. Pessoas de fora estão falando de Mato Grosso do Sul que tem se tornado uma vitrine dentro do projeto”.

O presidente da Assomasul e prefeito de Nioaque, Valdir Couto de Souza Júnior, destacou que o Planifica SUS MS oferece mais visibilidade e oportunidade de melhorias. “Nioaque faz parte deste projeto e para nós é uma honra participar, estar dentro destes 12 municípios. Isto representa um comprometimento com a saúde pública”.

O Planifica SUS

Para que a Atenção Primária à Saúde (APS) consolide seu papel de coordenadora do cuidado e ordenadora dos fluxos de atenção, tais experiências evidenciaram a necessidade de integração da proposta de Planificação da APS com a Atenção Ambulatorial Especializada (AAE), concretizando, na prática, a implantação das Redes de Atenção à Saúde.

Assim, o CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) vem desenvolvendo, desde 2007, a Planificação da Atenção Primária à Saúde (PAPS), uma proposta que vai além de uma simples capacitação, pois propicia o desenvolvimento da APS nos territórios, por meio de mudanças efetivas na atitude e nos processos de trabalho dos profissionais, que compõem as equipes assistenciais e de gestão.

A Planificação consiste na realização de um conjunto de oficinas, tutorias e capacitações de curta duração para as equipes de saúde e técnico-gerenciais dos Estados e municípios, visando à organização dos macro e microprocessos da APS e AAE, envolvendo todos os trabalhadores e gestores.

O projeto A Organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Rede com a Atenção Primária à Saúde (PlanificaSUS) via PROADI-SUS, executado pela SBIBAE (Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein), tem como objetivo geral implantar a metodologia de Planificação da Atenção à Saúde (PAS), proposta pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), em Regiões de Saúde das 27 Unidades Federativas (UF), fortalecendo o papel da Atenção Primária à Saúde (APS) e a organização da Rede de Atenção à Saúde (RAS) no SUS.

A SBIBAE é o executante do projeto, solicitado pelo CONASS e é acompanhado e monitorado pelo Departamento de Saúde da Família da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde.

Rodson Lima, SES

Foto: Edson Ribeiro, Assomasul. 

Publicado por: Rodson Carmo de Lima

<-Voltar