Profissionais do Conass participaram da primeira etapa do Curso de Avaliação em Saúde

Promovido pelo Conass e pelo Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) da Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, o curso surgiu da definição da Astec, no ano passado, na ocasião do planejamento das ações e necessidades de formação para este ano de 2019. “A razão da escolha da ‘Avaliação em Saúde’ deu-se pelo fato de que, muitas vezes, não nos sentimos capazes de utilizar metodologias avaliativas que nos permitam emitir juízo crítico sobre programas e políticas de saúde, com o devido embasamento científico. Assim, buscamos um curso que fosse reconhecido por sua qualidade e que utilizasse, fundamentalmente, a educação à distância, com alguns poucos momentos presenciais”, destaca o assessora para assuntos internacionais do Conass, Fernando Cupertino.

O primeiro módulo presencial opcorreu na sede do Conass, nos dias 12, 13 e 14 de março, com participação da professora Zulmira Hartz. O segundo módulo será de 11, 12 e 13 de junho, com participação da professora Isabel Craveiro.

O curso integra o Programa de Cooperação Internacional do Conass, tendo como objetivo promover a formação profissional e institucionalização da avaliação das intervenções de saúde, no âmbito do Conselho, que contribuam para a adoção de práticas mais ativas, críticas e reflexivas no espaço de trabalho. Assim, ao final do curso os alunos deverão ser capazes de:

• Conhecer e adequar os tipos de avaliação e abordagens metodológicas em função da complexidade das intervenções e diversidade contextual;
• Efetuar uma revisão sistematizada da documentação do programa complementada pela literatura para modelizar as ações avaliadas;
• Realizar técnicas de consenso na construção e validação de critérios e medidas;
• Planejar e executar projetos de avaliação institucionais ou comunitários;
• Compreender, julgar, partilhar e comunicar resultados de avaliação aos interessados;
• Adotar na prática profissional padrões normativos e éticos que orientem as avaliações;
• Facilitar/promover o uso da avaliação para a melhoria das intervenções.

<-Voltar