Rede Ebserh recebe mais da metade dos elogios voltados ao Executivo Federal em 2019

Hospitais vinculados receberam mais de 4 mil de um total de 7,8 mil manifestações cadastradas em sistema da CGU

Treze unidades da Rede Ebserh estão entre as 20 instituições públicas mais elogiadas

Brasília (DF) – A Rede Ebserh, formada por administração central e 40 hospitais universitários federais, registrou mais da metade de todos os elogios recebidos por todas as instituições do Poder Executivo Federal juntas no ano de 2019. Os 348 órgãos do Governo Federal cadastrados na Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação (Fala.Br), sistema desenvolvido pela CGU, registraram 7.844 manifestações positivas, sendo 4.060 voltadas a alguma unidade da Rede Ebserh, o que corresponde a 51,75% do total. Outro dado importante é que, entre as 20 instituições mais elogiadas em todo o Poder Executivo Federal, 13 são unidades da Rede Ebserh.

Independentemente de sua colocação no ranking, todos os hospitais vinculados estão dentro ou acima da média do Executivo Federal no que diz respeito à porcentagem de elogios registrados. Entre os 20 primeiros colocados, há unidades da Rede Ebserh em que a porcentagem de elogios ultrapassa a porcentagem de reclamações. Na Maternidade Climério de Oliveira (MCO-UFBA/Ebserh), em Salvador (BA), por exemplo, os elogios são 45,7% do total de registros recebidos pela Ouvidoria. Outra unidade que também se destacou é a Maternidade Escola Januário Cicco (Mejc-UFRN/Ebserh), em Natal (RN), com 44,6% de elogios.

Para a ouvidora-geral da Rede Ebserh, Savana Dantas, a prática de elogiar reflete no ambiente positivo e favorece a manutenção da excelência dos serviços. “Esses números nos sinalizam que isso tem dado certo, além de revelarem o reconhecimento do cidadão em relação à qualidade do atendimento oferecido nos hospitais que compõem a Rede Ebserh. Além disso, pela atuação em rede podemos replicar ações de sucesso, por meio do compartilhamento das experiências”, pontuou.

Em números absolutos, a instituição do Governo Federal mais elogiada do país foi a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), seguida por dois hospitais da Rede Ebserh: o Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap-UFMS/Ebserh), em Campo Grande (MS), e o Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA/Ebserh), em São Luís (MA).

Das unidades da Rede, apenas o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU/Ebserh) não participou do ranking por ter sido cadastrado na plataforma Fala.BR em dezembro. O HC-UFU/Ebserh ainda está em fase de transição para a gestão da Ebserh, tendo sido o último a aderir à estatal. O primeiro concurso público promovido pela Ebserh para a unidade hospitalar tem provas previstas para fevereiro.

Resolveu?

Entre os tipos de manifestações possíveis no Fala.BR estão denúncia (comunicar a ocorrência de um ato ilícito), reclamação (expor a insatisfação com o serviço público, fazer críticas, relatar ineficiência), solicitação (esclarecer dúvidas, solicitar providências), sugestão (apresentar ideia ou proposta de melhoria), elogio (registrar satisfação com o atendimento), simplifique (solicitar a simplificação de etapas burocráticas no processo de prestação de um serviço).

O cidadão realiza sua manifestação na plataforma Fala.BR e as informações são consolidadas no painel “Resolveu?”, também desenvolvido pela CGU. Essa ferramenta reúne informações sobre manifestações de ouvidoria que a Administração Pública recebe diariamente. A aplicação permite pesquisar, examinar e comparar indicadores de forma rápida, dinâmica e interativa. O objetivo é dar transparência e fornecer dados que auxiliem gestores e cidadãos no exercício do controle por meio da participação social.

Sobre a Rede Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh
<-Voltar