32 de maio: Dia Mundial sem tabaco

O Dia Mundial sem Tabaco, 31 de maio, foi criado em 1987, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e tem como objetivo divulgar para a população os perigos do uso do tabaco e as ações que a OMS desenvolve para controlar a epidemia do tabagismo no mundo. Além disso, a data pretende alertar a respeito das estratégias das companhias para seduzir os jovens a iniciar no tabagismo, assim como lembrar que a sociedade também tem muito a fazer para reivindicar o seu direito à saúde e à vida saudável e proteger as gerações presentes e futuras.

Para as ações deste ano, a OMS escolheu o tema “A Interferência da Indústria do Tabaco”. O Brasil adaptou a abordagem para o contexto do país, com a escolha do tema nacional “Fumar: faz mal pra você, faz mal pro planeta”, que enfoca os danos causados ao longo da cadeia de produção do tabaco ao meio ambiente e à saúde da população, como o uso de agrotóxicos que agridem ecossistemas e fumicultores, o desmatamento e o trabalho adolescente e infantil. Dá atenção ainda aos danos à saúde da população, como a dependência química à nicotina e o fumo passivo e, por consequência, o aumento do risco para o desenvolvimento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs), como Acidente Vascular Encefálico, infarto e diversos tipos de câncer.

Em comemoração à data, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) lançou um hotsite em que todos esses pontos são expostos. Traz também um material com estatísticas e dados relacionados ao tabagismo e um guia de como parar de fumar. Acesse o portal aqui.

 

Fonte: Inca

Foto: Corbis Imagens

<-Voltar