Alexandre Padilha: Saúde para as mulheres

Rio –  A Rede de Atenção à Saúde da Mulher é um conjunto de ações direcionada à melhoria da saúde das brasileiras e pretende cuidar da prevenção, diagnóstico, tratamento do câncer de mama e do colo de útero bem como a qualificação da assistência prestada às gestantes. Garantir serviços e atendimento de qualidade no SUS para todas as mulheres tem sido nossa obsessão.

Mesmo de forma ainda modesta, já podemos comemorar algumas conquistas, especialmente, em relação à saúde da mulher. Uma delas é a queda de 19% da mortalidade materna, um recorde para o Brasil. Além disso, ampliamos o atendimento de mulheres na Rede Cegonha, alcançando mais de 900 mil gestantes, em 23 estados e 1.700 municípios. E, a partir do próximo mês, as gestantes vão contar com o valor de até R$ 50 para auxiliar o deslocamento às consultas do pré-natal no SUS e no momento do parto.

O acolhimento e tratamento humanizados às mães e bebês também é prioridade nossa. Assim, para nos certificarmos que a assistência prestada às mães está sendo satisfatória, a Ouvidoria do Ministério da Saúde ligará para cada mulher atendida no SUS para avaliar a qualidade deste atendimento.

Nosso trabalho é pela garantia do diagnóstico precoce do câncer. Vale ressaltar que dois tipos de câncer que mais atingem as mulheres — de mama e colo de útero — são menos letais e podem ser curados, desde que descobertos precocemente. Na área de prevenção, o SUS realizou 11,3 milhões de exames preventivos contra o câncer de colo de útero e mais 3,4 milhões mamografias.

Nosso compromisso é garantir que toda mulher tenha acesso aos serviços de saúde, mas que, sobretudo, essas mulheres sejam bem tratadas e tenham um atendimento de qualidade. E é muito bom ter o que comemorar especialmente no Dia Internacional da Mulher! Parabéns a todas as brasileiras.

Alexandre Padilha é ministro da Saúde
Artigo publicado em O Dia Online

Foto: Luís Oliveira / ASCOM/MS

 


Foto: Luís Oliveira / ASCOM/MS

Rio –  A Rede de Atenção à Saúde da Mulher é um conjunto de ações direcionada à melhoria da saúde das brasileiras e pretende cuidar da prevenção, diagnóstico, tratamento do câncer de mama e do colo de útero bem como a qualificação da assistência prestada às gestantes. Garantir serviços e atendimento de qualidade no SUS para todas as mulheres tem sido nossa obsessão.

Mesmo de forma ainda modesta, já podemos comemorar algumas conquistas, especialmente, em relação à saúde da mulher. Uma delas é a queda de 19% da mortalidade materna, um recorde para o Brasil. Além disso, ampliamos o atendimento de mulheres na Rede Cegonha, alcançando mais de 900 mil gestantes, em 23 estados e 1.700 municípios. E, a partir do próximo mês, as gestantes vão contar com o valor de até R$ 50 para auxiliar o deslocamento às consultas do pré-natal

<-Voltar