Bahia é sede da 1ª Feira de Soluções para a Saúde e Seminário Internacional da Unicef

Na próxima terça-feira (04/07), às 9 horas, o Governo da Bahia, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), por meio do Senai-Cimatec, realizam coletiva de imprensa para apresentar a 1ª Feira de Soluções para a Saúde, evento internacional sobre produtos e serviços voltados para o combate, prevenção, diagnóstico e tratamento da Zika, Dengue e Chikungunya, bem como detalhes do Seminário Internacional da Unicef. 

A coletiva será no Centro Estadual de Prevenção e Reabilitação da Pessoa com Deficiência (Cepred), localizado na Avenida Antônio Carlos Magalhães, s/n, Iguatemi. Na oportunidade, a imprensa conhecerá detalhes da estrutura da Feira e alguns dos projetos exitosos do Brasil e do mundo que serão apresentados no evento, como os testes rápidos para diagnóstico da Zika, Dengue e Chikungunya, que são produzidos e distribuídos pela Bahiafarma para todo o País, permitindo, assim, o correto diagnóstico das doenças em até 20 minutos.

Os veículos de comunicação também poderão acompanhar o fluxo de atendimento e o processo de reabilitação de crianças com microcefalia. O Cepred é o principal centro de reabilitação da Bahia, atendendo 87 pacientes. A ONG Abraço a Microcefalia, que também participa da coletiva, apresenta a experiência de reunir mães que têm filhos com microcefalia.

Feira

A capital baiana será sede, entre 8 e 10 de agosto, da 1ª edição da Feira de Soluções para a Saúde e do Seminário Internacional da Unicef. A Bahia foi escolhida para receber o evento por concentrar experiências exitosas, a exemplo dos testes rápidos para diagnóstico de arboviroses desenvolvidos pelo laboratório público do Estado, a Bahiafarma. Os dispositivos já estão disponíveis nos postos de saúde de todo o País. Até o momento, já foram distribuídos mais de 4 milhões de testes de Zika, Dengue e Chikungunya.

Este é o primeiro evento do gênero no País e será realizado no Senai-Cimatec, com a expectativa de reunir 800 participantes por dia, com destaque para pesquisadores nacionais e internacionais, laboratórios, representantes de organizações sociais, além de gestores governamentais e sociedade civil.

Dados

No ano de 2016, foram notificados na Bahia 57.189 casos suspeitos de Zika, 53.135 de Chikungunya e 65.691 de Dengue. Este ano, até 25 de abril, foram registrados 1.187 casos de Zika, 4.982 de Chikungunya e 5.379 de Dengue.

No que se refere aos casos notificados de microcefalia, a Bahia possui 1.637 registros entre outubro de 2015 e junho de 2017, distribuídos em mais de 200 municípios. Destes, 480 foram confirmados. O município de Salvador concentra aproximadamente 50% do total de notificações.

<-Voltar