Cofen e OPAS selecionam 24 experiências inovadoras

Laboratório de Inovação busca mapear, sistematizar e divulgar experiências exitosas produzidas pela Enfermagem

 

O Laboratório de Inovação em Enfermagem, promovido pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no Brasil, selecionou 24 experiências que vão compor a próxima etapa da iniciativa, que prevê visitas técnicas nos territórios para o conhecimento das inovações introduzidas pela categoria no Sistema Único de Saúde (SUS). As visitas serão agendadas após o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

“A pandemia de COVID-19  colocou em evidência os profissionais de Enfermagem, mas a verdade é que este protagonismo já é uma realidade consolidada, sobretudo na Atenção Básica. Este laboratório busca identificar, valorizar e promover práticas inovadoras, contribuindo para a universalização e qualidade da assistência”, afirma o presidente do Cofen, Manoel Neri.

“A diversidade das experiências selecionadas expressa a importância da categoria para a integralidade da atenção prestada pelo sistema de saúde. Temos experiências sobre protocolos de atenção, ampliação de escopos de práticas, apoio matricial, fortalecimento da atenção primária,  segurança do paciente, educação em saúde, que evidenciam aportes substantivos para qualificar a resposta do SUS às necessidades da população”, ressalta a coordenadora da Unidade Técnica para Capacidades Humanas para a Saúde da OPAS no Brasil, Mónica Padilla.

Ao todo foram selecionadas 12 práticas que tratam sobre a ampliação do escopo de práticas e mais 12 sobre a valorização da Enfermagem no SUS.

Todas as regiões do país foram contempladas na seleção das experiências: o Nordeste, com quatro práticas provenientes de Alagoas e do Ceará; no Norte, com uma experiência do Amazonas; no Centro-Oeste, com duas práticas do Distrito Federal; o Sudeste, com quatro participações do Rio de Janeiro e duas do estado de São Paulo; e o Sul, com duas experiências do Rio Grande do Sul, sete de  Santa Catarina e duas do Paraná.

As 24 práticas foram selecionadas após a participação em um seminário realizado em Brasília, em março, no qual foram expostas 39 experiências para a comissão julgadora do Laboratório de Inovação, integrada por representantes do Cofen, OPAS/BRA, Associação Brasileira da Enfermagem (Aben), Ministério da Saúde e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Mosaico de práticas  – O objetivo do Laboratório de Inovação em Enfermagem é mapear, sistematizar e divulgar experiências inovadoras produzidas pela Enfermagem (enfermeiros, técnicos e auxiliares) no âmbito do SUS, na área da gestão de serviços, da atenção à saúde da população, da educação e formação profissional. A iniciativa permitirá ter um panorama das estratégias adotadas pelos profissionais da Enfermagem ao enfrentar os desafios do sistema de saúde como a necessidade de ampliar o acesso dos cidadãos aos cuidados de saúde, de melhorar a capacidade resolutiva dos serviços de saúde e da qualidade do cuidado ofertado e de reduzir custos e gastos em saúde.

O Laboratório de Inovação em Enfermagem recebeu 329 inscrições de experiências provenientes de todas as regiões do país. Após a análise, a comissão organizadora selecionou 39 práticas para o seminário realizado em março, em Brasília. A terceira etapa de seleção será a visita da equipe do Laboratório de Inovação no território das 24 experiências, cuja a data será marcada após o enfrentamento da Covid-19.

Saiba mais em apsredes/enfermagem

Fonte: OPAS/OMS

<-Voltar