Conass apoia reforço de R$ 187 milhões à saúde de Roraima

Foto: Neto Figueredo

Recurso federal é para atender a demanda crescente com a imigração venezuelana

Em resposta à imigração de refugiados venezuelanos que têm entrado no Brasil pelo Estado de Roraima, representantes do Ministério da Saúde e o vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) da Região Centro-Oeste, Humberto Fonseca, visitaram, nesta segunda-feira (14), a cidade de Pacaraima (RR).

Fonseca, que também é secretário de Saúde do Distrito Federal, disse que o objetivo da visita foi verificar as condições de saúde dos venezuelanos em Pacaraima e discutir as medidas que vão ser tomadas para apoiar a gestão local. Como resultado, o Ministério da Saúde anunciou o investimento de R$ R$ 187 milhões em Roraima.
Conforme informações da pasta, o recurso será destinado a obras em unidades de saúde, reforço e ampliação no atendimento hospitalar e na atenção básica, além da aquisição de vacinas para imunizar a população.

“O ministério vai aumentar o financiamento da saúde local e, como representante do Conass, fui dar o apoio dos secretários estaduais de todo o Brasil ao sistema de saúde de Roraima, principalmente dessas cidades mais próximas à fronteira [Pacaraima e Boa Vista]”, destacou Humberto Fonseca.

Segundo o vice-presidente do Conass, estima-se que aproximadamente 100 mil venezuelanos entraram no Brasil no último ano, o que ocasionou um aumento crescente na demanda por saúde pública em Roraima, especialmente devido à condição de vulnerabilidade social dos refugiados.

“São pessoas em uma situação de muita dificuldade, por causa da instabilidade política e econômica da Venezuela. Então, precisamos ter solidariedade, pois elas realmente estão necessitadas. Também devemos pensar no nosso sistema de saúde, em como organizar e adequar o financiamento para que ele possa dar conta dessa demanda que aumentou”, disse.

Foto: Neto Figueredo

VISITAS – Fonseca visitou em Pacaraima o atual centro de triagem dos venezuelanos e o novo espaço que vai ser criado para esse fim. Além disso, esteve também no Hospital Délio de Oliveira Tupinambá, a única referência hospitalar sob gestão do estado de Roraima.

O titular da pasta da Saúde no DF esteve, ainda, no município de Boa Vista, capital de Roraima, onde visitou um abrigo para os refugiados.

Representantes do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) e do Conselho Nacional de Saúde (CNS) também fizeram parte da comitiva que visitou Roraima.
“Depois de constatar a dificuldade que o sistema de saúde local está enfrentando, fizemos uma reunião tripartite, com a presença do ministro e todos os seus secretários, e também os secretários municipais de saúde de todas as cidades de Roraima, para discutir o que poderia ser feito. Assim, o Ministério da Saúde apresentou as medidas que vão ser tomadas para apoiar a gestão local da saúde”, explicou o vice-presidente do Conass.

 

Fonte: Ascom SES/DF

 

<-Voltar