Conselho Nacional de Saúde elege uma mulher como presidente

A conselheira e assessora de políticas sociais da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag), Maria do Socorro, foi eleita presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), com 31 contra 17. A conselheira será a primeira mulher e usuária do Sistema Único de Saúde – SUS como presidenta do conselho.

Com o resultado histórico a nova presidenta falou do desafio. “Sou mulher, negra, mãe, avó trabalhadora rural e usuária do Sistema Único de Saúde. Represento um importante segmento da sociedade que está presente em 90% do Brasil e esse é um espaço importante e fundamental para dizer o SUS que queremos. A Contag representa a diversidade que também encontramos no SUS”, ressaltou.

Para ministro Alexandre Padilha, a candidata reforçará a parte de acesso ao atendimento ao SUS.  “O CNS é um importante instrumento de controle social que realizou importantes debates a respeito do acesso e da qualidade de atendimento no SUS estou muito feliz e ver a Maria do Socorro, que representa a Contag, assumir a presidência uma vez que existe uma grande desigualdade no acesso à saúde nas áreas rurais”, afirmou o ministro, ex-presidente do CNS.

Foram eleitos também sete conselheiros de saúde para compor a Mesa Diretora do CNS com a presidenta. A mesa será composta por oito membros: dois gestores de saúde, dois trabalhadores de saúde e quatro usuários. Também tomaram posse 144 conselheiros, dentre eles, 24 usuários, 12 trabalhadores de saúde e 12 gestores e prestadores de serviço. Cada um tem direito a dois suplentes.

Foto: Erasmo Salomão – ASCOM/MS

<-Voltar