Coordenação do PlanificaSUS é ampliada no DF

Foto: Breno Esaki / Secretaria de Saúde

Agora também participam do programa gestores de Vigilância à Saúde e assessores

Com o objetivo de integrar ações de vários setores da Secretaria de Saúde, mais gestores da pasta passaram a compor o Grupo Condutor Central que coordena a implementação do programa Planificação da Atenção à Saúde do Distrito Federal (PlanificaSUS). A nova formação foi publicada no Diário Oficial do DF desta quinta-feira (11).

A publicação oficializa a nova composição, que agora conta com representantes da Subsecretaria de Vigilância à Saúde (SVS), da Assessoria de Redes de Atenção à Saúde e da Política Nacional de Humanização. Com eles, a ideia é melhorar o desenvolvimento do PlanificaSUS, responsável pela organização do sistema de saúde e do fluxo de assistência entre as atenções Primária e Secundária.

“A ideia é deixar o grupo mais integrado e participativo, trazendo outros planos para dentro da planificação. Um exemplo é o da Vigilância à Saúde, que possui ações estratégicas com foco no enfrentamento a doenças crônicas e que podem ser inseridas no PlanificaSUS”, explicou a coordenadora da Atenção Secundária e Integração de Serviços da Secretaria de Saúde, Eliene de Sousa.

Início

A planificação dos serviços de saúde começou de forma piloto no fim de 2016, na Região de Saúde Leste. Desde então, a iniciativa tem apresentado resultados significativos. Entre eles a redução de 50% dos pacientes que sofriam de acidente vascular cerebral (AVC).

Com o sucesso da iniciativa, a planificação foi ampliada neste ano para as regiões de saúde Centro-Sul, Sudoeste e Central, com previsão de expansão para Sul, Norte e Oeste em 2020. O programa é desenvolvido por meio de oficinas, workshops e atividades complementares com servidores no âmbito do Distrito Federal.

Seminário

Além do DF, outras vinte unidades da Federação também ampliaram o PlanificaSUS. Para apresentar os resultados desta medida, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) promove em Brasília, nesta semana, o II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde, com o tema “Desafios do SUS e a Planificação da Atenção à Saúde”.

No evento, representantes da Região de Saúde Leste apresentaram o caso de um paciente no painel Usuário do SUS: as primeiras evidências. Ele falou da sua experiência na atenções Primária e Especializada, além da melhora que teve em sua saúde e autoestima.

Na ocasião, a gestora e endocrinologista Érica Correia Garcia mostrou as estratégias deste ano para que a planificação atinja o maior número de pacientes e proporcione mais efetividade. “O trabalho em redes de atenção à saúde, proativo, integrado, focado na pessoa e na família e voltado para a promoção e manutenção da saúde é a solução para melhorar a qualidade de vida dos usuários”, destacou.

O seminário, realizado no Centro de Convenções do Parque da Cidade, termina nesta quarta-feira (11).

*Agência Brasília com informações da Secretaria de Saúde

<-Voltar