IJF reduz taxa de ocupação e conta com mais 209 leitos

Hospital cearense tem reforço de mais de R$ 6 milhões para melhorar atendimentoaos pacientes

Em menos de um ano de adesão ao S.O.S. Emergências, o Instituto José Frota (IJF), em Fortaleza (CE) já apresenta melhorias no atendimento à população. Foram contratados até o momento, 138 leitos de retaguarda em hospitais parceiros e mais 71 leitos na própria unidade, totalizando 209 leitos.  Há ainda a previsão de abertura de outros 32 leitos de retaguarda. Na unidade, houve ainda uma redução de 13% da taxa de ocupação, saindo de 196% para 171%.

Além disso, já foram repassados mais de R$ 6 milhões em recursos e adquiridos novos equipamentos cirúrgicos, um tomógrafo, máquinas de hemodiálise, aparelhos de raios-X digitais e ventiladores mecânicos.

“O S.O.S Emergências tem a missão de melhorar o atendimento do usuário do Sistema Único de Saúde e reduzir a espera e a ocupação de macas nos corredores dos hospitais”, afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Segundo Messias Barbosa, superintendente do Instituto José Frota, espera-se que o hospital não tenha nenhum paciente nos corredores nos próximos meses. “Atualmente, temos em média 31 macas na emergência, mas com média de permanência inferior a dois dias. Ressaltamos que a nossa meta é zerar o uso de macas nos corredores nos próximos meses”, disse.

O hospital iniciou o processo de informatização do atendimento e do sistema de exames (com a compra do Digitalizador de Imagens Radiográficas) com recursos do Ministério da Saúde. “Estamos implantando o sistema de armazenamento de imagens que permite a redução dos custos e de gastos com películas. Dessa forma, em 2013, o hospital poderá oferecer atendimento mais qualificado à população”, avaliou Barbosa.

A maior parte dos atendimentos se refere a casos de trauma. Segundo a superintendência da unidade, estes pacientes podem ficar no hospital por até 60 dias para se recuperar e dependendo da gravidade do trauma, podem permanecer por mais tempo.

MONITORAMENTO – O Ministério da Saúde mantém monitoramento diário e continuo dos indicadores, resultados e ações do S.O.S Emergências por intermédio de sistema informatizado e da atuação do apoiador dentro dos hospital. Disponibilizou sistema de vídeo monitoramento para acompanhamento do fluxo de pacientes na entrada da emergência do hospital.

RECURSOS – Dentro da estratégia do S.O.S Emergências, já foram liberados ao IJF R$ 3,3 milhões do total de R$ 3,6 milhões, que correspondem a um incentivo mensal de R$ 300 mil. Também foram repassados R$ 3,1 milhões para compra de equipamentos e estão empenhados R$ 1,1 milhão de emenda parlamentar.

ESTRATÉGIA – A iniciativa faz parte do S.O.S Emergências, ação estratégica do Ministério da Saúde em conjunto com os estados, municípios e DF para a melhoria do atendimento de urgência e emergência dos principais hospitais do País que integram o Sistema Único de Saúde(SUS). Além do IJF, em Fortaleza, mais 11 hospitais de grande porte integram a estratégia nas seguintes localidades: Ananindeua (PA), Recife (PE), Goiânia (GO), Salvador (BA), Brasília (DF), São Paulo (SP), Belo Horizonte (BH), Rio de Janeiro (RJ) e Porto Alegre (RS).

Por Ed Ruas, da Agência Saúde – Ascom/MS
(81) 9125-8026

<-Voltar