População poderá ajudar na vigilância em saúde durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos

POST-04O Ministério da Saúde disponibilizou para a população o aplicativo Guardiões da Saúde. A ferramenta de vigilância participativa ajuda no monitoramento da saúde pública, uma vez que será possível mapear a ocorrência de sintomas similares relatados em determinadas localidades. “É importante que as pessoas baixem o aplicativo e informem o seu estado de saúde. A vigilância utilizará essa informação como um instrumento para antecipar possíveis problemas de saúde”, ressaltou Barros.

Ao informar a condição de saúde, o cidadão é orientado a procurar um serviço de saúde caso marque estar com algum sintoma de doença. A ferramenta permite verificar a UPA mais próxima por meio de GPS, além de identificar farmácias próximas. O aplicativo pode ser para download, gratuitamente, nas lojas virtuais Play Store e Apple Store e também pode ser acessada pela web.

A versão para os Jogos Olímpicos apresentada nesta terça-feira (12) pelo ministro Ricardo Barros conta com um visual novo, além de um Quiz com curiosidades sobre diversos temas da área da saúde. A cada resposta correta, o cidadão avança na corrida e pode conhecer mais sobre modalidades esportivas. Além do português, o aplicativo está disponível nos idiomas oficiais da ONU: francês, inglês, espanhol, japonês, russo e árabe.

CURSO – O Ministério da Saúde vai oferecer um Curso de Vigilância e Atenção à Saúde para profissionais que atuarão no Rio de Janeiro e em cidades sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. A capacitação estará disponível a partir do dia 18 de julho, por meio da plataforma AVA-SUS (avasus.ufrn.br). O curso contará com a avaliação de risco, atuação da vigilância, comunicação de doenças de notificação compulsória, papel da Força Nacional do SUS, conduta frente à contaminação por substâncias químicas, organização do sistema de saúde e vigilância participativa.

Núcleo de Comunicação

Secretaria de Vigilância em Saúde

Ministério da Saúde

<-Voltar