Rio Grande do Sul – Estação Mercado da Trensurb recebe ação de prevenção à aids do Governo do Estado

Uma ação da Secretaria da Saúde leva teste rápido de HIV e sífilis, aconselhamento sobre prevenção a aids e outras DSTs e distribuição de preservativos à Estação Mercado da Trensurb, nessa quinta-feira e na sexta (12 e 13 de junho). Em parceria com a Trensurb e os municípios de Porto Alegre, Canoas, Esteio e Sapucaia do Sul, a iniciativa tem o objetivo de estimular o autocuidado e a prevenção e leva em consideração a alta incidência de aids nos municípios que integram a rota da Trensurb.

A estrutura montada junto à entrada da estação funciona das 8 às 15 horas.
Para a Coordenação Estadual de DST/Aids da Secretaria Estadual de Saúde (SES), a parceria com a Trensurb e a escolha da estação são estratégicas. “Assim conseguimos alcançar uma grande quantidade de pessoas em circulação, cidadãos que geralmente não têm tempo de ir a uma unidade de Saúde para realizar a testagem”, afirma o diretor adjunto do Departamento de Ações em Saúde (DAS) da Secretaria, Ricardo Charão. Em média, 60 mil pessoas circulam na estação por dia, oriundas de seis municípios da Região Metropolitana (além de Porto Alegre, Sapucaia, Esteio e Canoas, também de São Leopoldo e Novo Hamburgo).

Região com alta incidência de aids
O especialista explica que a Região Metropolitana de Porto Alegre concentra altas taxas de incidência de aids e que a oportunidade de dialogar com uma significativa parcela da população de municípios-chave da região é muito importante. Dos seis municípios que integram a rota da Trensurb, cinco estão entre as cidades que registraram as mais altas taxas de incidência de aids no Estado, em 2012 (confira o ranking completo, aqui): Porto Alegre registrou 93,7 casos a cada 100 mil habitantes; São Leopoldo, 72,3, Canoas, 68,6; Esteio, 59,4 e Sapucaia do Sul, 53,7. A taxa média do Brasil ficou em 20,2 casos a cada 100 mil habitantes.

“Partindo deste panorama epidemiológico, precisamos de novas estratégias que potencializem a reflexão sobre DST/aids, possibilitando a promoção da saúde, através do fortalecimento do autocuidado e realização do diagnóstico precoce, que possibilita melhora da qualidade de vida”, comenta Charão.

Testagem rápida

O teste rápido de HIV e sífilis é seguro e sigiloso. É realizado a partir da coleta de uma gota de sangue da ponta do dedo e leva em média vinte minutos para determinar o resultado, que é comunicado diretamente ao usuário do serviço por um profissional capacitado, que realiza também o aconselhamento e a indicação de outros serviços de referência, em caso de necessidade.

O diagnóstico precoce é importante porque, quanto antes alguém descobre que tem o vírus, mais cedo é possível começar o tratamento, prevenindo doenças oportunistas e ganhando mais qualidade de vida. Além disso, também possibilita que esta pessoa impeça a transmissão do vírus para seus contatos.

Assessoria de Comunicação Social – SES/RS
www.saude.rs.gov.br
facebook.com/SecretariadaSaudeRS
twitter.com/SES_RS

<-Voltar