Saiba como evitar a perda do cálcio no organismo

Tão importante como ingerir cálcio através do leite e seus derivados é evitar a sua perda. Afinal de contas, ele é um dos macro-minerais essenciais, o principal constituinte dos ossos. Sua carência pode levar a espasmos musculares e nervosos, raquitismo, osteoporose, entre outros distúrbios. Portanto, é importante ficar atento aos maiores responsáveis pela perda de cálcio através da urina, fezes e suor: o sal, a cafeína, o tabaco, as bebidas alcoólicas e a falta de exercício físico.

O cálcio dos ossos tende a dissolver-se na corrente sanguínea, depois passa pelos rins e é excretado através da urina. O sal (cloreto de sódio) que as pessoas colocam nos alimentos aumenta significativamente a perda de cálcio na urina. De acordo com a nutricionista do Into, Alessandra Pereira, ter a quantidade de sal diária reduzida a uma ou duas gramas pode ser uma boa alternativa para reter o cálcio no organismo.

As bebidas alcoólicas em excesso enfraquecem o tecido ósseo porque reduzem a capacidade do corpo para produzir novo tecido ósseo para repor as perdas deste. O excesso de cafeína provoca a libertação de cálcio nos músculos, aumentando a contração muscular e a acumulação de cálcio, inibindo a sua recaptação para o sangue. “Dessa forma, não é difícil o desenvolvimento de lesões musculares”, completa Alessandra. O tabaco também favorece a perda de cálcio e expõe os fumantes a um maior risco de fratura óssea. “A nicotina compete com o organismo na absorção de cálcio, pois inibe a produção de osteoblasto, que é responsável pela síntese de componentes orgânicos na matriz óssea. Já o monóxido de carbono, principal substância do cigarro, é extremamente venenoso, pois ele reduz em até 15% a capacidade do sangue de transportar oxigênio”. Com a diminuição dos níveis de oxigênio no organismo, os ossos tornam-se mais frágeis e perdem a densidade.

E se evitar a perda de cálcio é um das metas da boa saúde, praticar exercício físico e se alimentar adequadamente são as dicas da nutricionista. “A atividade retém o cálcio e ajuda a fortalecer os ossos. E na hora de se alimentar, lembrar sempre de ingerir poucos alimentos processados, que costumam ser ricos em fósforo. Eles inibem a absorção do mineral. Nesta lista estão refrigerantes, carnes, molhos, conservas, pães e massas”, sugere.

Fonte: Ascom/ Into

Sal, cafeína, tabaco, bebidas alcoólicas, falta de exercício físico e alimentação inadequada são riscos para a atuação do mineral | Foto: Corbis

<-Voltar