Saúde vai repassar R$ 77,3 milhões para a Bahia

O Ministério da Saúde destinou mais R$ 77,3 milhões para custear as ações da estratégia Rede Cegonha no estado da Bahia. Os recursos estão previstos na Portaria 2.448 e são destinados ao custeio de 15 Centros de Parto Normal (CPN); cinco Casas da Gestante, Bebê e Puérpera; 111 leitos de Gestação de Alto Risco, 13 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto tipo II, 83 leitos de UTI Neonatal tipo II; 90 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) Neonatal e 53 leitos de UCI Canguru. O recurso também prevê a qualificação de 23 leitos de Gestação de Alto Risco, 24 leitos de UTI Adulto tipo II, 17 leitos de UTI Neonatal tipo II e 22 leitos de UCI Neonatal.

A segunda etapa do plano de ação da Rede Cegonha na Bahia contempla 15 municípios. São eles: Ilhéus, Itabuna, Jequié, Valença, Canavieiras, Camacan, Juazeiro, Paulo Afonso, Campo Formoso, Senhor do Bonfim, Irecê, Xique-xique, Miguel Calmon, Morro do Chapéu e Jacobina. De imediato, serão repassados R$ 7,9 milhões para os serviços existentes. O restante do valor será pago conforme andamento da Rede Cegonha no estado.

A Estratégia – Lançada ano passado, a estratégia Rede Cegonha fortalece um modelo de atenção à saúde que começa no planejamento familiar e na confirmação da gravidez, passando pelo pré-natal, parto, pós-parto e até os dois primeiros anos de vida da criança. As ações previstas na Rede Cegonha têm o objetivo de qualificar, até 2014, toda a rede de assistência à saúde da mulher e do bebê, ampliando e melhorando as condições para que as gestantes possam dar à luz e cuidar de seus filhos de forma segura e humanizada.

Fonte: Tinna Oliveira /Agência Saúde

<-Voltar