Secretaria da Saúde do Ceará disponibiliza cerca de três mil leitos durante pandemia para atendimento a casos de Covid-19

Como parte das medidas de enfrentamento à pandemia, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), ampliou a infraestrutura das unidades hospitalares. Entre os meses de abril e junho, foram destinados 2.951 leitos para o atendimento exclusivo de pacientes diagnosticados com coronavírus. Destes, 911 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 2.040, de enfermaria.

O número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aumentou 260%, passando de 350 em abril para 911 em junho. No mesmo período, houve um acréscimo de 265% de enfermarias, que variaram 771 para 2.040 leitos. “O maior desafio no Ceará foi estabelecer, num tempo muito curto, uma infraestrutura para o atendimento de um número muito maior do que o habitual de pessoas. Foi possível construir mais de 900 leitos de UTI porque esta ação já estava prevista na Plataforma de Modernização da Saúde da Sesa e assim foi feito”, ressalta o secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto).

Com planejamento, transparência e ações práticas, a Sesa agiu de forma rápida para conter a disseminação da Covid-19 em todo o território cearense. Diante do cenário epidemiológico e da redução do número de casos e internações pela doença, foi possível novamente readequar o funcionamento das unidades de saúde com base na demanda.

As consultas ambulatoriais e as cirurgias eletivas estão sendo retomadas gradativamente. Dessa forma, os leitos foram redimensionados para atender pacientes com perfis diversificados. Atualmente, o Ceará mantém 524 leitos de UTI e 1.172 de enfermaria para o atendimento a casos de Covid-19.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria da Saúde do Ceará

<-Voltar