Secretário do Rio Grande do Sul fala sobre prioridades da sua gestão

Brasília – João Gabbardo, novo secretário de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul, esteve hoje (15), em Brasília, onde participou da reunião do Grupo de Trabalho Interinstitucional do Ministério da Saúde para tratar das irregularidades nas demandas das órteses e próteses no Brasil.

O secretário ressaltou a importância de participar do grupo já que boa parte das denúncias apresentadas pela imprensa tem origem no Rio Grande do Sul e observou que as denúncias que vieram à tona pela mídia, já estavam sendo investigadas pela Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul, pelo Ministério Público e pela Procuradoria Geral do Estado. “É importante participar dessa Comissão porque já conhecemos um pouco desse assunto e podemos contribuir para criar mecanismos de rastreabilidade e acompanhamento que facilitem o bom uso dessas órteses e próteses da maneira correta”, esclareceu.

O novo gestor também participou da coletiva do Ministério da Saúde que anunciou a expansão do Programa Mais Médicos para 1.500 municípios.

Em visita à sede do CONASS, Gabbardo falou sobre suas prioridades frente à pasta da saúde, e destacou o financiamento e a assistência especializada como dois grande desafios a serem enfrentados.

Segundo ele, será preciso cumprir os compromissos feitos na gestão anterior com hospitais e municípios. “Temos compromissos acima do orçamento previsto para a saúde e isso vai exigir um pouco de criatividade. Teremos de buscar outras fontes de recursos ou racionalizar um pouco os gastos que foram previstos”.

Em relação à assistência à saúde no estado, o secretário esclareceu que existe uma demanda muito grande pelas consultas especializadas e pelos procedimentos de Média e Alta Complexidade. “Estamos esperando algumas definições do Ministério da Saúde à respeito do programa Mais Especialidades e estamos estudando a possibilidade utilizar a telemedicina para dar suporte aos médicos do interior do estado e com isso evitar a necessidade de deslocamento de pacientes para essas consultas especializadas”, disse.

Sobre a parceria com o CONASS, João Gabbardo destacou que o Conselho é fundamental para os secretários estaduais de saúde. “O CONASS tem um papel indispensável que é possibilitar aos secretários o acesso às informações e a todas as discussões que acontecem no âmbito do SUS.  Hoje, um secretário estadual de saúde não consegue mais fazer a gestão da saúde sem a parceria e o apoio dessa instituição”, finalizou.

 

Assessoria de Comunicação do CONASS

ascom@conass.org.br

61-3222-3000

<-Voltar